Em dois anos de Fla, Patricia acumula humilhações

LANCEPRESS! - 21/07/2012 - 11:23

HOME - Flamengo - Ronaldinho/Bruno/Thiago Neves/Zico

Quando assumiu a presidência do Flamengo, em 2010, Patricia Amorim pegou um time que era campeão brasileiro. Com o passar dos meses, acumulou situações que mancharam a imagem do clube no mercado e com a torcida. Vexames dentro e fora de campo. O LANCENET! listou os 30 acontecimentos mais marcantes deste período e que levaram ao atual panorama rubro-negro.

1 - Andrade x Braz
Em um Fla-Flu, no início de 2010, Pet é substituído no intervalo e deixa o Maracanã. O vice de futebol Marcos Braz quer multá-lo. Andrade, o técnico, não vê necessidade. Eles travam uma guerra nos bastidores. Vendo que seriam demitidos, eles se reaproximam.

2 - Eliminações
Dentro de campo, o time é eliminado pelo Botafogo nos dois turnos do Carioca e pela Universidad de Chile, na Libertadores. É o fim do Império do Amor? ataque formado por Adriano e Vagner Love. No Brasileiro de 2010, equipe se livra do rebaixamento só na penúltima rodada.

3 - Caso Bruno
Então capitão do time, o goleiro Bruno é preso, acusado de estar envolvido no desaparecimento da amante Eliza Samúdio, com quem teria um filho. Meses antes, após um entrevero de Adriano com a namorada, o camisa 1 solta a pérola: "Quem nunca saiu no tapa com a mulher?"

4 - Zico no comando
A presidente convida Zico para ser o diretor de futebol. A passagem dura cerca de quatro meses. Neste período, jogadores como
Leandro Amaral, Borja e Val Baiano são contratados. Zico sai após divergências com o presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro.

5 - Pet encostado
Um dos principais nomes do título brasileiro de 2009, Petkovic vai perdendo espaço no time até deixar de ser relacionado e passar a treinar separadamente já no início de 2011, quando Vanderlei Luxemburgo é o técnico. O sérvio se aposentou no meio do ano passado.

6 - Derrota que doeu
Então invicto em 2011, o Flamengo perde o primeiro jogo nas quartas de final da Copa do Brasil para o Ceará, em casa. O clube, que contratara Ronaldinho e Thiago Neves, acaba eliminado da competição e vê o sonho de ir para a Libertadores se distanciar.

7 - Memorando
Para agilizar a contratação de R10, o Fla e a Traffic, parceira no negócio, não assinam contrato com o jogador, só um documento com o resumo das cláusulas contratuais. Com o prejuízo, a empresa faz exigências que não estavam previstas. É o início do divórcio da parceria.

8 - Prazo expirado
O Flamengo tinha prioridade para comprar Thiago Neves até o último dia do ano passado. Porém, deixa o prazo estourar e vê o Al Hilal, da Arábia Saudita, vender o jogador para o Fluminense. Neste período, dirigentes dão como certa a permanência do
meia no clube.

9 - Luxa x Veloso
O então diretor de futebol era o fiel escudeiro do técnico até haver um conflito de interesses que minou a confiança entre eles. Os dois passam a trocar farpas publicamente e deixam o clube no mesmo dia, em fevereiro deste ano. Supervisor Isaías Tinoco também sai.

10 - Patrocínio
Mesmo contratando Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo só consegue fechar com um patrocinador principal para a camisa em setembro de 2011, por intermédio da 9ine, empresa de Ronaldo. O fato gera descontentamento da Traffic, então parceira.

11 - Unicef
Garoto-propaganda da parceria entre Flamengo e Unicef, Ronaldinho falta à coletiva de apresentação da união sem prestar qualquer satisfação ao clube. Outros atletas importantes, como Cesar Cielo e Diego Hypolito estiveram presentes à cerimônia.

12 - Sem luz
Em ação de um dos
patrocinadores, os jogadores entrariam em campo com uma camisa promocional, com a estrela no escudo acesa. Ronaldinho é o único do time a não usar o uniforme especial, o que corrobora para a não renovação do contrato no fim do ano.

13 - Omissão
No fim de 2011, o técnico Vanderlei Luxemburgo começa a prestar queixas de Ronaldinho Gaúcho à presidência. Porém, em nenhum momento o jogador é repreendido, fortalecendo-se cada vez mais. Na mesma proporção, o treinador é esvaziado no clube.

14 - Abandono
Durante a pré-temporada deste ano, em Londrina, o zagueiro Alex Silva abandona a delegação por conta de um atraso no pagamento das luvas. O jogador escancara, na ocasião, o descontentamento com a posição de Ronaldinho dentro do elenco.

15 - Fora de hora
Para dar uma resposta ao abandono de Alex Silva, o vice de finanças, Michel Levy, diz que havia "um ou dois marqueteiros querendo fazer barulho." O fato revolta o elenco. De nada adianta Luxemburgo tentar defender os jogadores. O caldo já havia entornado.

16 - R10 com loura
Na mesma pré-temporada, mais problema. A comissão técnica descobre que Ronaldinho não passara a noite no seu quarto, mas no
de uma amiga que estava hospedada no hotel. Havia até um vídeo que comprovava o fato. A diretoria não se pronuncia.

17 - Gaúcho ameaça
Insatisfeito com o atraso salarial, por conta da pendência com a Traffic, Ronaldinho ameaça não jogar o amistoso com o Corinthians e não embarcar para a Bolívia, para o jogo da Libertadores. Em um treino, em Londrina, ele solta: "Difícil treinar e não receber."

18 - Fora do Carioca
Time não consegue encontrar padrão mesmo após a mudança no comando - Joel Santana substituiu Luxemburgo. Equipe, que se classificou sem sustos na fase de grupos, é eliminada na semifinal da Taça GB e da Taça Rio, nas duas ocasiões pelo Vasco, e fica um mês sem jogar.

19 - Fora da Liberta
Mesmo sendo favorito de seu grupo, o Flamengo não consegue avançar para a fase de mata-mata da Libertadores. A eliminação se dá após um gol do Emelec (EQU) contra o Olimpia (PAR), aos 48 minutos do segundo tempo, quando os jogadores rubro-negros já festejavam a vaga.

20 - E o diretor?
Com o time um mês sem jogar, diretoria pensa em nome para assumir a direção de futebol. Após Paulo Angioni e Luiz Henrique de Menezes recusarem o convite, Zinho, ex-jogador do clube, aceita o cargo, passando a responder pelo futebol rubro-negro.

21 - Sem condições
Logo nos primeiros dias, Zinho tem que lidar com um problema: R10 chega ao Ninho sem condições de treinar. O dirigente coloca o jogador para correr no campo, algo inédito neste tipo de caso. Após negar inicialmente o corrido, Zinho depois admite que a história aconteceu.

22 - Barraco na loja
Irmão e empresário de Ronaldinho, Assis entra na loja do clube, na Gávea, e tenta levar mercadorias sem pagar. "Já que o
Flamengo não paga o meu irmão, eu também não vou pagar", disse. Por mais que a diretoria tentasse amenizar o caso, a relação azedou.

23 - Falou demais
Gaúcho fica cinco dias sem aparecer por causa da cirurgia da mãe. Como ele não foi com a delegação para o Piauí, onde equipe faria amistoso, vice de futebol, Paulo Cesar Coutinho, diz a torcedores que R10 será afastado. Filmada, a conversa vazou na internet.

24 - Na Justiça
Insatisfeito com as inúmeras promessas não cumpridas de pagamento feitas pela diretoria rubro-negra, Assis entra com ação na Justiça trabalhista contra o Flamengo pedindo a rescisão contratual imediata de Ronaldinho com o clube, cobrando R$ 40 milhões.

25 - Existe ou não?
O vice jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, diz existir um exame de sangue comprovando que Ronaldinho apareceu alcoolizado para treinar. O médico do clube, José Luiz Runco, nega a existência de tal. O tema vira mais uma arma da família Assis no processo por danos morais.

26 - Capotou
Alguns dias depois de Ronaldinho deixar o clube, o atacante Diego Maurício capota com seu carro a poucos metros do Ninho do Urubu, duas horas antes do treino. No mesmo dia, o atacante Vagner Love repete a citação de Bruno dois anos antes: "Quem nunca capotou"?

27 - Não, não e não!
A diretoria tenta reforçar o time no meio do Brasileiro. Sonha com os nomes de Diego, depois Riquelme, e Juan. No entanto, os três não acertam. O argentino vai além e diz que não aceitou a proposta por questões futebolísticas, após ver derrota para o Corinthians, no Rio.

28 - Adriano
Após o Imperador ser demitido por justa causa do Corinthians, Fla abre as portas para ele fazer o tratamento da cirurgia no tendão-deaquiles no Ninho. Depois de algumas faltas, o atacante comunica que vai se tratar em uma clínica particular, por não ter garantias de que ficará.

29 - Camisa vazia
Diretoria repete a dose em 2012 sobre patrocínio master. Até o momento, nada de verba no espaço principal da camisa. Na proposta por Diego, foi oferecida à Volkswagen a parte nobre em troca do pagamento de metade dos salários do meia (R$ 7,5 milhões).

30 - Sócio-torcedor
O projeto, administrado pela empresa Golden Goal, está parado. Era até um dos pontos discutidos com a Traffic na época da parceria por Ronaldinho. Além disso, a imagem do jogador pouco foi explorada pelo marketing do clube enquanto R10 esteve lá.

Você comentarista: