Argentina enfrenta Brasil tentando consolidar estilo

Messi e Neymar voltam a se encontrar depois da final do Mundial de Clubes do ano passado, vencida pelo Barcelona

LANCEPRESS! - 08/06/2012 - 19:04 Nova Jersey (EUA)

A seleção argentina, depois do belo triunfo sobre o Equador por 4 a 0 na quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, vai buscar neste sábado, em Nova Jersey, contra o Brasil, consolidar uma equipe e um estilo de jogo pensando em continuar de forma vitoriosa até a Copa do Mundo de 2014.

O técnico Alejandro Sabella viajou com a convicção de que este encontro com o Brasil vai permitir ensaiar variações táticas e testar alguns jogadores para o futuro.

No entanto, a comissão técnico da seleção albiceleste não fará muitas mudanças em relação aos jogadores que começaram o jogo contra o Equador.

O goleiro Romero, que na quarta-feira esteve na vitória da Sampdoria, viajou para os Estados Unidos para ser titular. A defesa para o clássico sul-americano será a mesma: Zabaleta, Fernández, Garay e C. Rodríguez.

O meio vai mudar. Por causa do fim do trio ofensivo, Sosa será o volante ao lado de Gago e Mascherano, e Di María fica na armação.

Na parte ofensiva aparece a única dúvida de Sabella. Higuaín e Agüero disputam a vaga para formar o ataque ao lado de Messi.

Este será o penúltimo ensaio da Argentina antes dos jogos contra Paraguai e Peru pelas Eliminatórias. No dia 15 de agosto, a seleção vai até Frankfurt enfrentar a Alemanha.

Para o Brasil, a partida não serve apenas para voltar a ver o maior rival, mas é outra grande oportunidade de Mano Menezes avaliar os jogadores que poderá levar aos Jogos Olímpicos de Londres.

Uma das dúvidas para Menezes é a escolha de jogadores acima dos 23 anos. A atuação contra a Argentina pode ser crucial para Hulk, do Parte, e Marcelo, lateral do Real Madrid.

Na lista de maiores de 23 anos, ainda estão Daniel Alves e David Luiz, ausentes da partida por lesões.

Um jogador que tem o lugar garantido é Neymar, estrela indiscutível desta jovem Seleção Brasileira, que, até agora, perdeu os dois confrontos contra Messi. No amistoso entre as equipes em 2010 (1 a 0) e em dezembro passado, quando o Barcelona venceu o Santos na final do Mundial de Clubes por 4 a 0.

O Brasil tem ainda a dificuldade de ter sofrido várias lesões em sua defesa, já que Thiago Silva é dúvida até a hora do jogo.

Se Thiago não se recuperar a tempo, Mano será obrigado a alinhar a dupla de zaga que venceu o Mundial Sub-20 no ano passado na Colômbia, com Juan e Bruno Uvini.

Argentina: Sergio Romero; Pablo Zabaleta, Federico Fernández, Ezequiel Garay e Clemente Rodríguez; José Sosa, Javier Mascherano; Fernando Gago y Ángel Di María; Lionel Messi e Sergio Agüero (Gonzalo Higuaín).

Brasil: Rafael Cabral; Rafael Silva (Danilo), Juan, Thiago Silva (Bruno Uvini), Marcelo; Sandro, Romulo, Oscar; Leandro Damião, Neymar e Hulk

Você comentarista: