São Paulo conversa com Josué para retorno em julho de 2013

Volante tem só mais seis meses de contrato com o Wolfsburg, quer voltar, mas tenta convencer família e tem oferta para renovar. Tricolor tenta suprir possível saída de Denilson

Guilherme Palenzuela - 29/12/2012 - 06:45 São Paulo (SP)

Josué - Wolfsburg (Foto: AFP)

O São Paulo tem na mira um velho conhecido da torcida para reforçar o elenco no segundo semestre de 2013. O volante Josué, de 33 anos, tricampeão do mundo em 2005, tem contrato com o Wolfsburg (ALE) até junho de 2013, e tem mantido conversas com a diretoria para voltar ao Morumbi.

Josué está no Wolfsburg há seis temporadas, desde agosto de 2007. Na equipe alemã, é capitão desde 2008 e foi o responsável por levantar o troféu mais importante da história do clube na temporada 2008/09, com o título do Campeonato Alemão, na companhia do também ex-são-paulino Grafite.

O São Paulo conversa com Josué desde agosto deste ano. O clube tenta se antecipar para a possível saída de Denilson. O volante, atual companheiro de Wellington no time titular, está emprestado pelo Arsenal até 30 de junho. Depois desta data, caso o Tricolor não consiga renovar o empréstimo ou adquirí-lo em negociação definitiva, a equipe perderia um de seus principais atletas.

E MAIS:
Paulo Assunção rescinde com o Tricolor e deve voltar para a Espanha
Negociação se arrasta e Wallyson só deverá acertar em janeiro
Alvo de times brasileiros, Vargas lamenta mau momento: 'Este ano foi horrível'

Entretanto, para contar com Josué em 2013, o São Paulo enfrenta também alguns obstáculos. O Wolfsburg oferece há seis meses a renovação por mais uma temporada ao volante, e sua família tem vontade de permanecer no país por pelo menos mais um ano. Josué tem um filho de oito anos de idade, que viveu e estudou na Alemanha durante a maior parte da vida.

Do outro lado, pesa o desejo de Josué em retornar ao Tricolor. A pessoas próximas e ao São Paulo, o volante afirma que não vai se aposentar sem jogar pelo menos mais uma temporada no Morumbi. Mesmo há um tempo considerável na Europa, ele acompanha os jogos do antigo clube.

Se decidir recusar a oferta de renovação do Wolfsburg e conseguir convencer a família de que o melhor, agora, seria voltar ao Brasil, o São Paulo é o destino certo do volante. Caso aceite o novo vínculo com o atual clube, deseja jogar no São Paulo a partir do segundo semestre de 2014, mas teme que o clube do Morumbi já não esteja mais interessado em seu futebol em outro momento.

Coincidentemente, os contratos de Josué com o Wolfsburg e de Denilson com o São Paulo se encerram no mesmo dia: 30 de junho de 2013. A diretoria tricolor tentará, pelo menos, renovar o vínculo do atual titular para que ele possa participar das fases finais da Libertadores, caso o clube esteja classificado. Em 2013, a competição só termina no dia 24 de julho. Mesmo chegando do segundo semestre, Josué poderia atuar nas fases finais.

Além de Denilson e Wellington, atualmente o elenco do São Paulo conta com Fabrício, Casemiro, Rodrigo Caio e João Schmidt para a posição. Com Josué, a substituição por Denilson, que pode se despedir no primeiro semestre, seria imediata.

Chance para o bi da Libertadores

Se assinar com o São Paulo, Josué poderia atuar no Morumbi a partir de julho. Como em 2013 a Libertadores será interrompida pela Copa das Confederações, o torneio só acabará no dia 24 de julho, e daria ao volante – campeão em 2005 – de conquistar o troféu mais uma vez.

A Copa das Confederações do ano que vem, no Brasil, acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho. Neste período, a Libertadores e será paralisada após as quartas de final. As semifinais só ocorrerão em julho, depois do fim da competição entre seleções.

Como os clubes que participam da Libertadores podem alterar a lista de inscrição de 25 jogadores antes da semifinal, jogadores contratados no início do segundo semestre, como Josué, poderiam atuar nas fases seguintes. O volante participou do torneio em 2005, 2006 e 2007.

Josué foi ídolo no Brasil e na Alemanha, e chegou à Seleção

Goiás
Chegou às categorias de base do Goiás aos 17 anos, depois de passar pelo Porto (PE). No clube esmeraldino, chegou a integrar convocações para seleções de base e, mais tarde, firmou-se como um dos principais jogadores.

São Paulo
Transferiu-se para o Morumbi em 2005, após ótima campanha pelo Goiás na temporada anterior. Pelo Tricolor, não teve problemas para assumir a titularidade e formou histórica dupla com Mineiro. No mesmo ano, venceu o Paulistão, a Libertadores e o Mundial. Participou da conquista do Brasileirão em 2006 e saiu em agosto de 2007.

Wolfsburg
Da mesma forma como chegou ao São Paulo encontrou facilidade para se destacar na Alemanha. Logo em sua segunda temporada tornou-se capitão da equipe e levantou o troféu mais importante da história do clube até hoje, no Alemão de 2008/09.

Seleção Brasileira
Chegou à Seleção em 2007 com Dunga e foi titular na conquista da Copa América do mesmo ano. Fez parte do elenco na Copa do Mundo de 2010.

Você comentarista: