São Paulo pretende 'fechar elenco' com dois reforços para satisfazer Ney Franco

Técnico pediu à diretoria dois jogadores para cada posição do 4-2-3-1, visando à temporada com até 90 jogos. Além da dupla, goleiro Renan Ribeiro é o terceiro e último alvo

Guilherme Palenzuela e Kaíque Ferreira - 06/01/2013 - 10:07 São Paulo (SP)

Ney Franco - São Paulo (Foto: Célio Messias)

A diretoria do São Paulo espera selar as contratações dos atacantes Eduardo Vargas e Wallyson nessa semana para fechar o elenco de 2013. A intenção é atender ao pedido do técnico Ney Franco, que quer dois jogadores para cada posição de seu esquema tático na temporada em que o Tricolor pode disputar até 90 partidas.

Depois das primeiras contratações para esta temporada, o São Paulo terá em Lúcio o possível parceiro de Rafael Toloi na zaga, e Aloísio como reserva de Luis Fabiano, após a saída de Willian José. Vargas e Wallyson viriam para suprir o lugar de Lucas e a reserva de Osvaldo, respectivamente.

Confira as opções do São Paulo para a temporada de 2013

Por Vargas, o São Paulo fez ao Napoli uma proposta de 1 milhão de euros (R$ 2,7 milhões) pelo empréstimo por 18 meses, até a Copa do 2014, e aceitou pagar os salários (cerca de R$ 200 mil) integralmente. O clube do Morumbi já chegou ao acordo com o jogador chileno, atendeu às bases solicitadas pelo Napoli na negociação, enviou o ofício ao clube italiano e aguarda o aval para confirmar o empréstimo.

Wallyson já tem acordo firmado com o Tricolor, chegou a realizar um exame sob vistoria do clube e só aguarda a chegada de seu agente – o argentino Gustavo Arribas – ao Brasil, para assinar. Ele está registrado no Deportivo Maldonado (URU) e firmará contrato de empréstimo até o fim de dezembro.

A preocupação de Ney Franco em ter um elenco com dois jogadores para cada posição se justifica na expectativa do São Paulo para 2013. Além de Paulistão e Libertadores, no primeiro semestre, o Tricolor também disputará Brasileirão, Sul-Americana, Recopa Sul-Americana e Copa Suruga. Caso chegue às fases finais de cada torneio, somará 88 partidas – dez a mais que no ano passado. Na hipótese de vencer a Libertadores e chegar ao Mundial, poderá atingir 90 jogos.

Em novembro de 2012, em entrevista coletiva, Ney Franco demonstrou o desejo de contar com um elenco repleto de opções para manter o esquema no 4-2-3-1:

- Em algumas situações neste ano, eu precisava tirar o Osvaldo e não tinha um jogador da mesma posição. Tinha que colocar alguém do meio de campo. Estamos trabalhando para que isso não ocorra no ano que vem - disse.

Além de Vargas e Wallyson, o outro alvo da diretoria são-paulina é o goleiro Renan Ribeiro, de 22 anos, do Atlético-MG. O jogador já tem acordo com o Tricolor, mas tem contrato até o fim de maio com o Galo e tenta antecipar a rescisão para atuar no Morumbi. O jovem, que não está atuando no clube mineiro chegaria para ser o terceiro goleiro, abaixo de Denis, e é visto como potencial reserva para 2014, caso Rogério Ceni se aposente.

Mesmo fora dos 22, Maicon terá espaço

O meia Maicon não consta na possível lista de 22 jogadores, entre titulares e reservas do São Paulo, para 2013, mas manterá seu espaço na equipe. Contratado no ano passado, ele atuou em 59 das 77 partidas do clube no ano, mesmo não sendo titular do time.

Em 2013, ele deverá atuar menos, mas continuará com o respaldo de Ney Franco para servir como coringa no banco de reservas. Para o treinador são-paulino, Maicon é uma de suas melhores opções de banco, uma vez que pode atuar como volante, meia ou até nas laterais do meio de campo. Em 2012, ele atuou em todas as posições.

Para esta temporada, Ney Franco já demonstrou que deseja manter o esquema no 4-2-3-1. Caso a contratação de Vargas seja concretizada, o sistema tático passa de possível para muito provável em 2013. Assim, Maicon deverá encontrar maior dificuldade para atuar na linha ofensiva de meio de campo.

Apesar disso, a competição ficou mais fácil entre os volantes. Paulo Assunção foi negociado, e Casemiro está em baixa com diretoria e comissão técnica. Fabrício, que quase não jogou em 2012, espera não ter mais lesões graves. Com tudo isso, Maicon pode ganhar mais chances à frente da defesa.

Jovens terão chances no Paulistão e na Sul-Americana

Com o elenco reforçado e capaz de suprir os desfalques de todos os titulares, os jovens jogadores revelados pelo São Paulo que já treinavam entre os profissionais em 2012 devem perder espaço. No entanto, poderão ter chances durante o Paulistão e até na Sul-Americana.

No início do primeiro semestre, o São Paulo dividirá atenção entre a Libertadores e o campeonato estadual. Como o clube do Morumbi jogará com força máxima o torneio continental, a chance para as revelações de Cotia atuarem serão no Paulista. No segundo semestre, com o Brasileirão, a Sul-Americana poderá dar alternativas.

Atualmente entre os profissionais estão o zagueiro Luiz Eduardo, os laterais Lucas Farias e Henrique Miranda, os volantes Rodrigo Caio e João Shmidt e o meia Dener, que voltou de empréstimo ao Guarani.

Quem fica fora?

João Filipe: Zagueiro ficou perto de sair para o Grêmio e terá pouquíssimas chances se ficar.

Marcelo Cañete: Chegou a jogar em 2012, mas agora terá que concorrer com Jadson e Ganso.

Negueba: Entrou em negócio por Cleber Santana. Briga por vaga na direita do ataque.

Você comentarista: