Muricy projeta São Paulo em 2014: 'Vou poder montar o time do meu jeito'

Técnico do São Paulo aponta as vantagens de iniciar o planejamento do time para a próxima temporada e fala da importância de ter tirado o time da zona do rebaixamento

LANCEPRESS! - 27/12/2013 - 15:28 São Paulo (SP)

São Paulo x Portuguesa - Muricy (Foto: Ale Cabral/ LANCE!Press)

O São Paulo anunciou apenas a contratação do lateral-direito Luis Ricardo para 2014 até o momento, mas o técnico Muricy Ramalho adota discurso otimista sobre a próxima temporada. O comandante argumenta que, pegando o time desde o início do ano, terá vantagem na montagem do elenco.

- Vou poder montar o time do meu jeito e da forma como penso sobre futebol. Poderemos melhorar algumas coisas, porque é importante esse tipo de trabalho logo no começo da temporada - afirmou o treinador, em entrevista ao site oficial do São Paulo.

E MAIS:

> Em vantagem por Vargas, Santos se empolga com Uvini após encontro
> São Paulo aceita proposta da China e Aloísio fica a um passo da China

Após o fim do Campeonato Brasileiro, em que livrou a equipe do rebaixamento, Muricy entregou à diretoria uma lista de possíveis reforços, elaborada com o coordenador técnico Milton Cruz. Dentre os nomes, os laterais Fabrício, do Internacional, e Carlinhos, do Fluminense, o volante Jucilei, do Anzhi (RUS), e os atacantes Vargas, do Napoli (ITA), e Rafael Sóbis, do Fluminense. As negociações estão sendo conduzidas pelo gerente executivo Gustavo Vieira.

Muricy acompanha as conversas mesmo no período de férias e, enquanto isso, comemora o fato de ter conseguido livrar a equipe da degola. Ele assumiu o time na zona do rebaixamento e afastou o risco com rodadas de antecedência.

- A situação era ruim, mas conseguimos salvar o time. E isso é parecido com a conquista de um título, porque te dá melhores condições para 2014. Se a gente fosse para a segunda divisão seria um desastre muito grande, porque perderia força com a torcida, publicidade e transferência de jogadores. Então, temos que valorizar isso - disse Muricy.

- Mas não temos que festejar, não. É apenas um alívio para começar tudo de novo - completou o comandante.

Você comentarista: