Dirigente afirma que São Paulo pode investir em contratações

Com a venda de Oscar e Lucas, Tricolor tem quase R$ 100 milhões a mais em caixa. Morumbi e a parte social do clube também receberão investimentos

LANCEPRESS! - 08/08/2012 - 20:13 São Paulo (SP)

João Paulo de Jesus Lopes - São Paulo (Foto: Miguel Schincariol)

Em pouco tempo, o São Paulo tem quase R$ 100 milhões a mais em seu cofre. Além dos cerca de R$ 81 milhões pela venda de Lucas, ganhou cerca de R$ 18 milhões por Oscar (soma do que recebeu do Inter e depois como clube formador).

Agora, a expectativa da torcida é de que o montante seja revertido em reforços. Como a janela para contratação fora do país já se fechou, grandes investimentos só devem acontecer no fim da temporada.

– Antes da venda, o São Paulo não tinha dificuldade financeira e estava cumprindo seu planejamento. Claro que é uma grande quantia e vai nos ajudar, mas vamos seguir com que já pensávamos e alguns fazer ajustes. Vamos investir no departamento de futebol, no nosso estádio e na parte social do clube – explicou o vice de futebol João Paulo de Jesus Lopes.

Desde o início do ano passado, quando gastou R$ 17,5 milhões para contratar Luis Fabiano, a política do Tricolor mudou. Acostumado a pegar atletas em fim de contrato, trouxe outros reforços com grande investimento. Os dois últimos foram Jadson (R$ 9 milhões) e Cortez (R$ 7 milhões). Além deles, pagou por Osvaldo e Toloi, mas quantias menores.

No início do ano, Thiago Neves e Montillo também receberam propostas. Por ambos o Sampa ofereceu cifras acima dos R$ 10 milhões.

Este ano, o clube ficou sem patrocinador master de camisa, o que pode continuar até dezembro. Por isso, precisava de uma grande venda, apesar da diretoria afirmar que não tinha problema financeiro. Na cúpula, a negociação é vista como a solução dos problemas e ainda pode ajudar na formação do elenco para 2013, quando a expectativa é de voltar a jogar a Libertadores.

Você comentarista: