Ceni rebate Ney: 'Se eu tivesse a influência que ele acha, ele estaria no olho da rua há muito tempo'

Após acusações, Rogério Ceni detona ex-treinador depois da derrota do São Paulo para o Kashima Antlers, no Japão

Bruno Quaresma - 07/08/2013 - 10:25 Enviado especial a Kashima (JAP)

Rogério Ceni - São Paulo no Japão (Foto: Bruno Quaresma)

Rogério Ceni respondeu às duras acusações feitas a ele por Ney Franco, ex-treinador do São Paulo. E o goleiro deu o troco no mesmo tom. O camisa 01 negou ter a influência dentro do clube dita por Ney e que, se tivesse, já o teria demitido antes.

- Eu não vi tudo direito, mas vi algumas coisas. Eu não tenho muito para falar do Ney Franco, para ser honesto, nem o momento acho que cabe muito. Mas para vocês não ficarem sem nada, é que se eu tivesse toda a influência no São Paulo que ele acha que eu tenho, ele estava no olho da rua há muito tempo. Eu não esperaria, se eu tivesse o poder de decisão. Então, eu sou apenas um funcionário do clube, eu não decido, eu não mando. Mas se eu tivesse condições de ter a influência que ele acha que eu tenho, ele já estaria longe há muito tempo. Não tenho mais nada para falar do Ney, faz parte do passado - afirmou Ceni após a derrota do São Paulo para o Kashima Antlers, pela Copa Suruga, no Japão.

COLUNISTAS:
> Blog do Janca: A tática de Ney Franco
> Blog do André Kfouri: as primeiras críticas a Rogério Ceni

Na última terça-feira, Ney Franco falou pela primeira vez depois de sua saída do Tricolor. O treinador afirmou que Rogério minou Lúcio e Ganso dentro do grupo por ser contrário às contratações dos dois. Ney também disse que não teve em Ceni o capitão que precisava nesta temporada.

Também questionado sobre o assunto, o meia Paulo Henrique Ganso se esquivou na saída do Kashima Soccer Stadium:

- Não li nada e não vi nada.

O técnico foi demitido do São Paulo após a primeira derrota para o Corinthians, na Recopa Sul-Americana. Antes, o Tricolor teve um mês para treinar devido à parada para a Copa das Confederações.

No ano passado, Rogério Ceni e Ney Franco brigaram publicamente no Morumbi. O goleiro queria a entrada de Cícero e o treinador colocou Willian José e reclamou muito com Ceni dentro do gramado.

Rogério Ceni é o Poderoso Chefão do São Paulo?

Você comentarista: