Jornal divulga contrato de Neymar com o Barcelona

Diário catalão 'Sport' dá detalhes sobre o acerto entre o jogador e o clube blaugrana, que entraria em vigor em 2014

LANCEPRESS! - 27/12/2011 - 09:08 Barcelona (ESP)

Diário Sport, da Espanha - Contrato de Neymar com Barcelona

O diário "Sport", de Barcelona, afirma que teve acesso ao contrato que Neymar teria acertado com o clube catalão. A publicação faz menção, inclusive, ao sinal dado pelo Barça ao Peixe e que nos últimos dias foi negado pela diretoria do clube brasileiro.

A matéria aponta que o vínculo de Neymar com o Barcelona será por quatro anos, com opção de renovação por mais um. O jogador receberá por temporada sete milhões de euros (R$ 16,9 milhões). Os valores colocam o brasileiro no mesmo patamar de Xavi ou Villa, porém, ainda abaixo do contrato de Messi, que tem o maior salário do elenco.

Neymar vai deixar o Santos? Receba antes no seu celular!

Mas ainda há cláusulas de produtividade. Segundo indica a publicação, a Jpoia receberia um bônus de um milhão de euros (R$ 2,4 milhões) se conquistar a Bola de Ouro como melhor jogador do mundo.

O contrato de Neymar com o Barcelona passaria a ter vigência em 2014, após a Copa do Mundo, justamente quando termina o seu vínculo com o Santos. Até lá Guardiola irá aguardar para que o jogador continue evoluindo sem pressões no futebol brasileiro.

A operação, de acordo com o "Sport", faz todo o sentido se for levado em conta o fato de que vários contratos de publicidade vinculando a imagem de Neymar ao Santos também terminam em 2014.

Antes do Natal foi divulgado na Espanha que o Barcelona já teria adiantado ao clube brasileiro dez milhões de euros (R$ 24,2 milhões) para assegurar a contratação de Neymar. Caso o Santos não respeitasse o acordo teria de indenizar o Barça em 20 milhões de euros (R$ 48,5 milhões).

O presidente santista Luis Alvaro Ribeiro esteve nos últimos dias em Barcelona. Porém o dirigente afirmou que viajou à cidade espanhola apenas para passar férias, e que em nada tem a ver com uma possível negociação de Neymar.

Você comentarista: