Garoto que fez pegadinha com Ganso escapa de bronca e diverte até os pais

Gustavo Henrique Diniz, de 12 anos, fingiu que ia cumprimentar o jogador e saiu correndo. 'A atitude que ele tomou quando saiu me deixou triste', disse o garoto

Alyson Gonçalo - 04/02/2013 - 19:57 Santos (SP)


Garoto tira a mão após fingir que cumprimentaria o meia Ganso (Foto: Tom Dib)

O garoto Gustavo Henrique Diniz Mathias, de 12 anos, fez a alegria de muitos santistas no domingo. No gramado da Vila Belmiro, pouco antes do clássico contra o São Paulo, ele fingiu que iria cumprimentar o meia Ganso e saiu correndo, deixando o jogador 'no vácuo'. A atitude repercutiu nesta segunda-feira e divertiu até os pais do menino.

- Ele era ídolo, já tirei foto com ele, mas a atitude que ele tomou quando saiu do Santos me deixou triste, fiquei um pouco com raiva e pensei em brincar. Saí correndo e fiz aquilo, passou na hora pela minha cabeça - contou Gustavo, ao LANCE!Net.

- Só corri até ele e gritei: 'Ganso'. Aí ele sorriu, eu fingi que ia cumprimentar e saí correndo. Achei engraçado (risos) - prosseguiu ele, que recebeu ligações dos primos por causa das imagens que circularam pela internet.

O pai de Gustavo, Sérgio Pereira Mathias, foi quem o levou para entrar em campo com os jogadores do Peixe. O motorista de 47 anos é fanático pelo clube e não imaginava que o filho pudesse 'aprontar', mas nem pensou em dar bronca.

- Não sabia que ele faria aquilo, nos pegou de surpresa. Achei engraçado, também sou torcedor do Santos há muito tempo. Ele é apenas uma criança, foi um momento de emoção. Foi uma brincadeira de uma criança, não agiu por mal - defendeu.

- A família é toda muito fanática. Ele é totalmente arteiro, sempre apronta uma. Para mim foi super legal, demos muita risada - completou a mãe, Cibele Diniz.

O maior ídolo de Gustavo, claro, é Neymar. O jovem transformou uma foto ao lado do atacante em um pôster de quase dois metros e até já recebeu uma assistência da Joia: em comemoração ao centenário, a diretoria promoveu um amistoso simbólico dos profissionais do Santos contra 100 crianças, na Vila. Gustavo marcou um gol.

Você comentarista: