Procon notifica Verdão por venda de ingressos exclusiva para sócios

Clube terá que apresentar provas de que as entradas para a final da Copa do Brasil foram comercializadas para torcedores em geral

LANCEPRESS! - 11/07/2012 - 13:49 São Paulo (SP)

O Palmeiras terá que prestar esclarecimentos diante do Procon-SP a respeito da venda de ingressos para torcedores comuns (não-sócios), para os dois jogos da final da Copa do Brasil, contra o Coritiba, realizados na última quinta-feira, dia de 5 de julho, e nesta quarta, dia 11.

Para não ser punido, o clube terá que apresentar provas - endereços dos pontos de venda, quotas, período de vendas, valores cobrados pelos setores -, em até 48 horas, de que as entradas não foram comercializadas apenas para os participantes do programa de sócio-torcedor, Avanti Palmeiras, o que seria caracterizado como prática abusiva, como explica em nota o diretor executivo do Procon, Paulo Arthur Goés.

"De acordo com o Estatuto do Torcedor, quem vai a um estádio assistir a um jogo também é um consumidor e os clubes e Federações são as empresas, que devem prestar um serviço de qualidade e dar plenas condições para que o público adquira os ingressos com informações claras e precisas"

Caso seja comprovada a irregularidade o clube passará por um processo administrativo e terá que pagar multa que pode variar entre R$ 400 e R$ 6 milhões.

Segundo o órgão, o Verdão teria que disponibilizar uma parte dos ingressos para torcedores em geral, em bilheterias e pontos de venda, o que não ocorreu, já que todas as entradas foram esgotadas antes do prazo estabelecido pela diretoria para a abertura das vendas gerais.

No primeiro jogo, que o Palmeiras tinha o mando de campo na Arena Barueri, os 27 mil ingressos foram postos à venda pelo sócio-torcedor. Os ingressos que sobrassem seriam enviados para bilheterias na segunda-feira, dia 1º de julho. No entanto, todos os bilhetes se esgotaram entre a quinta-feira, dia 28 de junho, e o domingo, dia 30.

Já para a partida desta quarta-feira, no Couto Pereira, o Coritiba cedeu 4 mil lugares para a torcida palmeirense, mas os ingressos foram esgotados, teoricamente, em apenas um minuto. Após a confusão, a diretoria do clube paulistano disponibilizou mais 5.500 entradas, que já foram compradas.

Você comentarista: