Palmeiras tenta contratar Rafinha, mas Coxa não libera

Meia-atacante foi um pedido de Luiz Felipe Scolari. Coxa aposta no jogador para ajudar o time a fugir do rebaixamento

Caio Carrieri - 18/08/2012 - 07:30 São Paulo (SP)

Rafinha será reavaliado antes do jogo contra o Paysandu (Foto: Divulgação/Site Oficial do Coritiba)

A pedido de Felipão, o Palmeiras tentou na última semana a contratação do meia-atacante Rafinha, do Coritiba, mas não conseguiu a liberação do jogador de 29 anos.

O Coxa tem 30% dos direitos econômicos do atleta, e o restante pertence a investidores. O clube do Alto da Glória e seus empresários falaram em R$ 5 milhões para concretizar o negócio. O Verdão achou a pedida muito alta e ofereceu R$ 1,5 milhão para adquirir a fatia que pertence ao Coritiba, mas a oferta foi recusada inicialmente.

O plano da comissão técnica era reforçar o setor ofensivo da equipe imediatamente com Rafinha, uma vez que ele tem apenas seis partidas no Brasileirão e ainda pode se transferir para um clube da mesma divisão. Neste domingo, o Coxa recebe o Cruzeiro, e o aproveitamento dele na partida pode enterrar de vez as chances de uma mudança de clube. Ele tem um gol e uma assistência na competição nacional.

A diretoria paranaense não permitiu a contratação porque aponta o meia-atacante como uma peça importante para ajudar a equipe comandada por Marcelo Oliveira a fugir do rebaixamento. O time tem os mesmos 16 pontos do Palmeiras, mas o saldo de gols é pior e, por isso, está na 16ª colocação, uma posição atrás dos comandados de Scolari.

No início desta temporada, Rafinha renovou contrato por mais três anos, e o vínculo atual vai até 2014.

Não é a primeira negativa que o Palmeiras recebe nas últimas semanas. Foi assim com Guilherme, que optou pelo Corinthians ao deixar a Portuguesa, Eduardo quis permanecer no Joinville, e Cleber Santana não foi liberado pelo Avaí.

Os únicos êxitos foram as chegadas de Correa, que estava sem clube, e de Obina, até então no futebol chinês.

Você comentarista: