Palmeiras promete força máxima na Sul-Americana

Verdão não pretende priorizar o Nacional e vai com o que tem de melhor disponível contra o Botafogo, apesar dos desfalques

LANCEPRESS! - 30/07/2012 - 12:42 São Paulo (SP)

César Sampaio - Desembarque Palmeiras (Foto: Miguel Schincariol)

Apesar de ocupar a 18ª colocação do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras não pretende priorizar o Nacional em detrimento da Copa Sul-Americana. O Verdão estreia na competição continental nesta quarta, contra o Botafogo, e promete levar o que tem de melhor no elenco a campo.

- A nossa situação no Brasileiro não muda em nada o planejamento para a Sul-Americana. A zona de rebaixamento preocupa, mas temos de jogar bem contra o Botafogo e vencer. Por mim, tem de jogar todo mundo. Mata-mata a gente costuma se dar bem - afirmou o goleiro Bruno.

O gerente de futebol alviverde, César Sampaio, manteve o mesmo discurso.

- A gente vai procurar, dentro do possível, escalar sempre a força máxima. Temos tempo hábil de recuperação de dois a três dias de um jogo para outro - disse Sampaio.

Para o dirigente palmeirense, a Sul-Americana também pode servir de treino para a Libertadores do ano que vem.

- É uma competição que depois dos confrontos nacionais já dá uma experiência para os atletas mais novos. Mas a gente tem de ir passo a passo. O mais importante é passar pelo Botafogo - afirmou Sampaio.

Para a estreia contra o Botafogo, o Verdão pode contar com a volta de Marcos Assunção e Maurício Ramos, que se recuperaram de lesões e já fazem trabalhos físicos.

Em compensação, o time ainda terá desfalques para a partida. Thiago Heleno, Román e Luan seguem se recuperando de lesões. Valdivia, também lesionado, ainda é dúvida para o jogo.

Você comentarista: