Belluzzo: 'Que Obina seja bem-vindo de volta para casa'

Ex-presidente do Palmeiras, que demitiu Obina em 2009, explicou o que aconteceu e se disse feliz com a volta do jogador

Caio Carrieri - 17/07/2012 - 16:35 São Paulo (SP)

Maurício em briga com Obina em 2009 (Foto: Ricardo Rímoli)

Apesar de a volta de Obina ao Palmeiras se dar de forma tranquila e alegre para o atleta e para o clube, em 2009, sua saída do Verdão aconteceu de maneira mais conturbada. O jogador foi dispensado após brigar com o zagueiro Maurício Nascimento, em partida contra o Grêmio, no Olímpico.

O responsável pela demissão de Obina na época foi o ex-presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo. O antigo mandatário alviverde, de férias em Paris, atendeu à reportagem do LANCENET! para falar sobre a volta do atacante, e desejou boa sorte em sua nova fase.

- Que ele seja muito bem-vindo, que volte para a sua casa - disse Belluzzo.

Belluzzo também explicou o que houve na época da demissão de Obina.

- Na verdade, tomei a decisão porque achei que era inconcebível os jogadores brigarem em campo. Obina é muito bom sujeito, mas não estou dizendo que o outro (Maurício) é mal. Tanto é que ele disse que quer esquecer o que aconteceu. Todo mundo sabe que ele é um cara decente, um rapaz corretíssimo. Ele só foi reclamar do outro na hora do gol. Isso acontece no futebol, mas dois jogadores não podem brigar e continuarem brigando no vestiário - disse.

O ex-dirigente palmeirense ainda se disse contente com a volta de Obina ao Palmeiras, e exaltou os três gols que o atacante marcou contra o Corinthians.

- Eu fico muito feliz com a volta dele, porque é sério, aplicado. Ele não é brigão e não precisa apagar nada. Os gols que ele fez contra o Corinthians são mais importantes. Isso ninguém apaga, está na história. Os 3 a 0 contra o Corinthians, com três gols de Obina. Eu fiquei até triste por ele ter saído, porque sabemos que ele é uma boa figura.

Você comentarista: