Sem acerto, Verdão tenta Obina por empréstimo. Diretoria tem pressa

Representante do atleta não quer negociação em definitvo. Sampaio fala em troca de documentos e quer resolver a situação logo

Guilherme Cardoso
Leonardo Blecher
- 27/06/2012 - 07:09 São Paulo (SP)

HOME - Obina no Palmeiras (Foto: Tom Dib)

Enquanto o grupo só pensa na decisão da Copa do Brasil, a diretoria do Palmeiras segue focada em reforçar o time para o restante da temporada. As negociações com o atacante Obina continuam. A intenção é resolver a situação o mais rapidamente possível. Com dificuldades em tentar o negócio em definitivo, o clube estuda a possibilidade do empréstimo.

O Verdão tem esbarrado no representante do jogador, que não quis fazer a venda. A alternativa seria trazê-lo por seis meses, com opção de compra após esse período. Os palmeirenses arcariam com o salário do jogador. Dessa maneira, o Eleven Fund Investment – fundo de investimento que tentou trazer Ronaldinho Gaúcho –, de Dubai, não deve participar da negociação.

– Estamos trocando documentos, analisando o desejo do atleta e de seu representante. A gente espera ter os pontos firmados e que possamos anunciar o mais rapidamente possível. Vamos ver. Está indefinido – disse o gerente de futebol do Alviverde, César Sampaio, ao LANCENET!.

E MAIS:
Decisão da Copa-BR não impede anúncio de reforços no Verdão

Ao ser questionado sobre o que seria essa troca de documentação, o dirigente palmeirense despistou:

– Isso é uma coisa normal de qualquer negociação. Precisamos ver os interesses do jogador e analisar o que a gente pode fazer, as condições e aquilo que nós achamos ser justo.

Nas últimas semanas, o Palmeiras ouviu que precisaria desembolsar US$ 1,1 milhão (cerca de R$ 2,2 milhões) para trazer Obina em definitivo do Shandong Luneng (CHN).

Sem querer falar muito sobre a negociação, o empresário do atacante, Eduardo Uram, garante que o jogador “guarda o Palmeiras no lado esquerdo do peito”. Nessa temporada na China, o ex-palmeirense jogou pouco e fez somente dois gols.

Além dele, a diretoria palmeirense segue de olho no atacante Thiago Ribeiro. Ambos estão na lista de reforços entregue pelo técnico Luiz Felipe Scolari para os dirigentes.

– Dentro do que temos conversado, tem essas duas possibilidades. O importante é fechar os números. Depois, o prazo (de contrato) fica mais fácil de acertar – afirmou Sampaio.

Outra opção:

Thiago Ribeiro

A diretoria do Verdão ainda está de olho na situação do atacante Thiago Ribeiro. O Cagliari (ITA) já manifestou o interesse em manter o jogador para a próxima temporada européia. Agora, o clube tem até o fim deste mês (neste sábado) para fazer o pagamento pelo jogador. Do contrário, ele vai estar livre para assinar com qualquer outro clube. Em conversas prévias com o atleta, o Palmeiras apresentou os valores da negociação e recebeu uma resposta positiva.

Thiago Ribeiro é do Rentistas (URU), que tem negócios com o empresário do atleta, Juan Figer. O Cruzeiro já mostrou interesse nele.

Os atacantes do Palmeiras:

Barcos
Principal referência no ataque, é o artilheiro do time no ano, com 13 gols.

Luan
“Xodó” de Felipão, tem sofrido com as lesões. Marcou dois gols na temporada.

Mazinho
Virou peça fundamental no ataque: já fez cinco gols, em jogos importantes.

Maikon Leite
Após bom início de ano, vive momento irregular. Tem sete gols na temporada.

Vinícius
Revelado pelo Verdão, tem recebido poucas chances. Não marcou gols.

Betinho
Ainda não mostrou a que veio ao Verdão. Não marcou nenhum gol.

Números:

10 Partidas
Fez Obina neste ano, pelo Shandong Luneng, da China. Em metade delas, começou no banco de reservas.

2 Gols
Marcou o atacante na temporada. Os dois foram na mesma partida, pela Liga Chinesa: um de cabeça e um de pé direito.

Você comentarista: