Com defesa sólida, Palmeiras apronta e vence o Grêmio

Após sofrer com as investidas no Olímpico, Mazinho e Barcos garantem triunfo no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil


Bruno Andrade
- 13/06/2012 - 23:59 Em Porto Alegre (RS)

As imagens de Grêmio 0 x 2 Palmeiras (Foto: Ricardo Rímoli)

Ataque gaúcho sem inspiração e forte marcação paulista. Bem postado dentro de campo, o Palmeiras segurou os donos da casa durante toda a partida e venceu o Grêmio nos minutos finais, por 2 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Olímpico, pelo primeiro duelo da semifinal da Copa do Brasil.

No reencontro de Kleber com o ex-clube, o Tricolor pressionou, tentou, arriscou, mas as investidas não obtiveram sucesso. Nem mesmo o aclamado Miralles conseguiu superar a barreira palmeirense.

GALERIA DE FOTOS
> As imagens de Grêmio 0 x 2 Palmeiras

GRÊMIO
> Mesmo após derrota em casa, Victor crê em classificação
> Desafeto de Luxemburgo, Edmundo ironiza: 'Chupa!'

PALMEIRAS
> Juninho: 'Não vamos deixar escapar essa oportunidade'
> Barcos elogia apoio da torcida no Olímpico

Do lado do Verdão, a retranca usada por Felipão surtiu efeito desde o primeiro minuto. Maurício Ramos, Henrique e Thiago Heleno, entre poucos sustos e muitos acertos, anularam os atacantes gremistas. Missão cumprida!

O jogo da volta será realizado na próxima quinta-feira, na Arena Barueri, e o Palmeiras pode ser derrotado por um gol de diferença que mesmo assim avançará para a final da competição.

Veja os gols da vitória do Verdão


PRIMEIRO TEMPO

    
Kleber não teve sucesso no reencontro com o Verdão (Foto: Ricardo Rímoli)

A bola rolou no Olímpico e o Grêmio logo mostrou quem mandava. Com o apoio de mais de 40 mil torcedores, os primeiros 15 minutos foram de pura pressão gaúcha. E não poderia ter sido diferente. Apesar da superioridade e das diversas tentativas de avanços pelas pontas, o Tricolor sofreu com o trio de zaga palmeirense.

O primeiro lance de perigo do Palmeiras surgiu apenas aos 20 minutos, com a boa e velha bola parada de Marcos Assunção. Mas faltou sorte ao volante. Ele cruzou na pequena área e o ataque desperdiçou.

Com o Palmeiras acuado na defesa, o Grêmio seguiu melhor em campo, ditou o ritmo do jogo, mas não conseguiu criar uma verdadeira chance de abrir o placar.

Enquanto a torcida da casa pedia pressa nas jogadas e a torcida visitante vibrava com os desarmes, um lance inusitado chamou a atenção de todos. Aos 24 minutos, em contra-ataque do Grêmio, Kleber dominou a bola com peito, mas acabou achando que o árbitro Héber Roberto Lopes havia marcado um possível domínio com a mão. Com a confusão, o atacante perdeu velocidade e estragou a jogada.

O Grêmio voltou a assustar, ainda que de forma discreta, seis minutos depois. Pará recebeu belo lançamento pela esquerda, invadiu a área, mas errou o passe e a marcação do Palmeiras faz o corte. Mais um corte, por sinal.

A melhor chance do Verdão na primeira etapa ocorreu aos 32 minutos. Luan ganhou a bola de Gilberto Silva, mas Pará chegou na última hora e fez o corte. Barcos estava esperando pelo passe. Não foi desta vez...

Aos 42 minutos, o grito de gol quase saiu no Olímpico. Fernando cobrou a falta e acertou a trave esquerda de Bruno. E assim acabou o primeiro tempo, com o Grêmio no "quase".

SEGUNDO TEMPO

Diferente do começo da etapa inicial, o Palmeiras saiu um pouco mais para o jogo nos primeiros minutos, principalmente pela direita. Com o adversário mais encorpado, o técnico Vanderlei Luxemburgo cobrou mais futebol dos jogadores de frente do Grêmio.

Mas a cobrança não deu em nada. Aos 15, o treinador do time da casa resolveu mudar totalmente o ataque. Marcelo Moreno e André Lima entraram nos lugares de Kleber e Miralles, respectivamente. Aplaudido pela torcida, o Gladiador pouco fez diante da antiga equipe.

Marcelo Moreno por pouco não fez valer a substituição dupla. Após cruzamento de Gabriel, o atacante cabeceou a bola em cima do goleiro. No entanto, ele fez falta ao cabecear e o juiz marcou a infração.

Após levar um susto com boliviano, o Palmeiras respondeu na mesma moeda. Aos 24 minutos, Daniel Carvalho serviu Barcos, que passou por Gabriel e finalizou por cima do gol de Victor. Quase os visitantes aprontam!

Apesar de o Grêmio ter criado as principais chances de gol, o Palmeiras se superou e deu um banho de água fria nos gaúchos ao abrir o placar com Mazinho, aos 42. Após furada inacreditável de Rondinelly, Palmeiras iniciou contra-ataque, Cicinho serviu para Mazinho, que havia acabado de entrar, e ele finalizou sem chances para Victor.

Mazinho entrou no fim do segundo tempo e abriu o placar (Foto: Ricardo Rímoli)

Para "fechar o caixão", o Palmeiras ainda encontrou tempo de marcar o segundo gol, no último minuto do tempo regulamentar. Barcos fez o gol que garantiu a vantagem de dois gols do Verdão diante do Grêmio. Juninho cruzou, o argentino, sem marcação, tocou de cabeça e venceu o goleiro gremista.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 0 x 2 PALMEIRAS

Local: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data/Hora - 13/6/2012 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)

Renda e público: R$ 1.080.106,00 / 43.508 pagantes
Cartões amarelos:
Thiago Heleno, Marcos Assunção e João Vitor (PAL)
Cartões vermelhos: nenhum
GOLS: Mazinho, 42'/2ºT (0-2); Barcos, 45'/2ºT (0-2)

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Gilberto Silva, Werley e Pará; Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antônio (Rondinelly - 30'/2ºT); Miralles (Marcelo Moreno - 15'/2ºT) e Kleber (André Lima - 15'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Bruno, Artur (Cicinho - 19'/2ºT), Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Henrique, João Vitor, Marcos Assunção e Daniel Carvalho (Mazinho - 40'2ºT); Luan e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Você comentarista: