Zagueiro da Ponte afirma: 'Uma equipe grande tem até um time alternativo forte'

Gian, único zagueiro de ofício à disposição de Kleina, exalta força do elenco do Corinthians, próximo adversário da Macaca

Craque do Futuro - 13/04/2012 - 16:18 Campinas (SP)

Gian (Crédito: Divulgação/Site Oficial da Ponte Preta)

Com todos os outros zagueiros impossibilitados de jogar, Gian será o único zagueiro de ofício à disposição do técnico Gilson Kleina para a partida deste domingo,  diante do Corinthians.

Os outros jogadores da posição ficarão de fora por diferentes motivos. O caso mais grave é o de Wescley, que se machucou no último jogo, diante do XV de Piracicaba e não joga mais na temporada. Já Ferron, recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão, enquanto Diego Sacoman não poderá enfrentar o clube dono do seu passe, por força de contrato.

Gian se diz preparado para aproveitar mais uma oportunidade na equipe.

- Sabemos que temos desfalques, mas quem vai entrar procurará dar o máximo. Todas as oportunidades que me surgem eu estou procurando dar o meu melhor. Mas o importante é o resultado final e entrar com foco total na próxima fase - afirmou o jogador.

O técnico do Corinthians, Tite, ainda não definiu se irá utilizar ou não os titulares diante da Macaca. Mesmo assim, Gian destaca que a equipe está preparada para qualquer circunstância.

- Uma equipe grande tem até um time alternativo forte. Temos o objetivo de classificar bem e vamos procurar fazer nossa lição de casa. Na realidade é essa próxima fase que vai dizer quem é quem. Alcançamos a primeira meta, e agora é encarar essa última rodada e o próximo adversário - concluiu.

Ponte Preta e Corinthians se enfrentam neste domingo, às 16h, no Moisés Lucarelli, pela última rodada do Paulistão Chevrolet. Ambos estão classificados e jogam apenas para definir suas posições e futuros adversários no mata-mata.

As duas equipes inclusive podem se enfrentar na próxima fase. Para isso, o Timão precisa vencer e contar com um tropeço do São Paulo, terminando a primeira etapa na liderança. Com a possível derrota, a Ponte ficaria na oitava colocação e um novo confronto entre as duas equipes seria reeditado, desta vez no Pacaembu.

Você comentarista: