Torcedor e conselheiro, Muricy se declara ao Náutico: 'É meu time de coração'

Treinador não esconde carinho pelo Timbu, clube que dirigiu em 2001 e 2002 e enfrenta neste domingo, pelo Santos

LANCEPRESS! - 05/08/2012 - 08:00 Santos (SP)

Muricy Ramalho (Foto: Ricardo Saibun / Divulgação)

O técnico do Santos, Muricy Ramalho, encontra neste domingo um velho conhecido. Ou melhor, uma paixão antiga. Às 18h30, nos Aflitos, o treinador enfrenta o Náutico, time que dirigiu em 2001 e 2002, foi bicampeão estadual e é torcedor e conselheiro.

Sem medo da repercussão que seu comentário pode causar, Muricy não esconde seu sentimento pelo time pernambucano e fala abertamente: torce para o Timbu.

- É o time que torço de coração mesmo. Quando cheguei lá, a situação era muito em ruim em todos os sentidos: estrutura, dinheiro e títulos. Ajudei a melhorar muito. Já até me deram carteirinha de conselheiro, porque abri mão de dinheiro e não fui para a Justiça contra eles. Só quem gosta mesmo do clube faz isso, e eles reconhecem - afirma o treinador.

O hoje comandante alvinegro é idolatrado pela torcida do Timbu, que costuma gritar o nome dele sempre que retorna ao Recife. Tal adoração tem motivo: Muricy assumiu o Náutico - no ano do centenário - em um momento delicado do clube, que, além de muitas dívidas, tinha problemas dentro e fora de campo. Em pouco tempo, ele tirou o time de uma fila de 12 anos e também tirou o hexacampeonato do rival Sport.

O sentimento é recíproco. Prova disso é que, mesmo dez anos após sua passagem pelos Aflitos, Muricy segue em contato com a diretoria do clube pernambucano.

- Tenho várias placas deles em casa e devo receber mais alguma como sempre. Continuo tendo muitos amigos por lá. Quando posso ajudá-los, com indicação de jogadores, eu faço, como dei uma força ao Gallo (atual treinador do Náutico).

A última vez que Muricy enfrentou o Timbu foi em 2009, quando, pelo Palmeiras, foi derrotado por 3 a 0. Para o duelo deste domingo, o treinador terá nove desfalques no total: Arouca e Adriano (suspensos pelo terceiro cartão amarelo), Bernardo, Edu Dracena, Fucile, Paulo Henrique, Rafael e Rafael Galhardo, lesionados, além da dupla Neymar e Ganso, que está com a Seleção na Olimpíada de Londres.

Assim, o treinador deve escalar o Peixe com: Aranha; Bruno Rodrigo, David Braz e Durval; Bruno Peres, Éwerton Páscoa (Leandrinho), Henrique, Felipe Anderson e Léo; Victor Andrade e Bill.

Você comentarista: