Sport segura o Ceará e é campeão da Copa do Nordeste

Leão arranca empate na Arena Castelão e comemora o título após ótima campanha

LANCEPRESS! - 09/04/2014 - 23:56 Fortaleza (CE)

Ceará x Sport - Final da Copa do Nordeste (Foto: Aldo Carneiro/LANCE!Press)

A Copa do Nordeste é vermelha e preta! O Sport soube se comportar diante do Ceará na Arena Castelão, empatou em 1 a 1, e por ter vencido por 2 a 0 na Ilha do Retiro, conquistou o torneio. O Leão não cedeu à pressão, e mesmo depois de sair perdendo, buscou o gol do título através da figura do imponente Neto Baiano.

Com o regulamento debaixo do braço a vantagem por 2 a 0 na primeira partida, o Sport administrava com sucesso a partida no primeiro tempo. O Leão, consciente, ainda criava boas oportunidades - especialmente em chutes de fora da área. A torcida cearense, aflita, via o time criar pouco em campo. Quase soltou o grito de gol em cobrança de falta de Ricardinho, mas a bola saiu raspando à trave, aos 24 minutos.

> Confira o lance a lance da final

Parecia que o Rubro-Negro conseguiria levar o empate para o vestiário. Mas o inesperado aconteceu. Após cruzamento despretensioso pela direita, Magno Alves antecipou-se ao goleiro Magrão e tocou para as redes, abrindo o placar e incediando de vez a Arena Castelão. O Leão, que jogava melhor até sofrer o revés, sofreu um breve momento de turbulência no jogo.

O suficiente para o Vozão ter a oportunidade de fazer o segundo. No contra-ataque, Ricardinho ganhou a disputa com a zaga pernambucana, mas de cara para o gol, tocou para fora. O apito do árbitro ao fima da primeira etapa soou como música para os ouvidos dos jogadores visitantes.


Logo no primeiro lance capital da segunda etapa, Ailton partiu com a bola dominada, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Luiz Carlos. Pênalti cobrado com força e violência por Neto Baiano, para igualar o placar e complicar de vez a vida do Alvinegro, que agora precisaria vencer por três gols de diferença.


        Jogadores do Sport comemoram conquista no Castelão (Foto: Aldo Carneiro/LANCE!Press)

Depois que Magno Alves perdeu gol claro após driblar Magrão, aos 30 do segundo tempo, torcida e jogadores do Ceará mostraram sinais de desmotivação. Sem a inspiração dos últimos jogos no Castelão, o Vozão não conseguiu superar o ferrolho adversário e viu a festa rubro-negra no apito final.

Você comentarista: