'Sósia' de Neymar viaja cinco horas para ver o ídolo treinar

Rafael Cunha, de 16 anos, tem corte de cabelo parecido com o craque e ainda sonha com oportunidade no futebol

- 11/07/2012 - 15:44 Igor Siqueira
Rio de Janeiro (RJ)

Sósia do Neymar - Treino da Seleção (Foto: Paulo Sérgio)

Os olhos do jovem Rafael Cunha, de 16 anos, brilharam quando a Seleção Brasileira pisou no campo da Escola de Educação Física do Exército, para o primeiro treinamento da fase de preparação para a Olimpíada de Londres. Especialmente quando um certo craque com moicano começou a dar as primeiras corridas. O cabelo não nega: ele é fã de Neymar e cultiva o sonho de um dia alcançar o sucesso do ídolo.

- Neymar é minha inspiração, tento ser igual a ele. Quero tirar uma foto com ele. É meu maior ídolo - contou Rafael, não se aguentando de felicidade por ver o jogador a poucos metros de distância.

Mas Rafael precisou andar muito para tentar chegar perto do ídolo nesta quarta-feira. Morador do bairro de Itaguaí, na Zona Oeste do Rio, ele saiu de casa às 8h, pegou ônibus, trem e outro ônibus até chegar à Urca, na Zona Sul da cidade, por volta das 13h. Mas aí surgiu outro problema: como entrar no local da atividade da Seleção?

- Meu pai falou para mim: "Pensa que vai ser fácil entrar lá? Eu falei: "Vou tentar" - contou confiante o rapaz, que ajuda a mãe Marly a cuidar de mais dois irmãos.

E não é que ele conseguiu? Rafael contou com a ajudinha de um frequentador conhecido da área militar para ter sua entrada autorizada e acompanhar Neymar de perto. A cada craque que tocava na bola, um suspiro: "Caraca, Alexandre Pato! Marcelo, que joga com o Cristiano Ronaldo!"

Com o moicano em dia - corte que conserva desde 2010, inspirado em Neymar -, Rafael ainda corre atrás de um lugar para jogar. Ele chegou a atuar em um time de Itaguaí, mas a equipe está prestes a terminar e o desespero do garoto só aumenta.

- Já fiz peneira no Vasco, América e outros times. Tentei fazer no Flamengo, mas não consegui me inscrever. Ainda acredito. Meu sonho é um dia poder jogar ao lado do Neymar - comentou.

Ao final do treinamento, Rafael alcançou parte do sonho. A assessoria da CBF o deixou chegar perto de Neymar e Rafael conseguiu um autógrafo e uma foto com o ídolo.

Você comentarista: