Sandro Silva quer Inter atuando com sabedoria diante do Juan Aurich

Volante será mais uma vez titular para o duelo contra a equipe peruana, nesta quinta-feira, pela Copa Santander Libertadores

LANCEPRESS! - 18/04/2012 - 12:56 Chiclayo (PER)

Sandro Silva durante treino no gramado sintético da PUC-RS (Foto: Divulgação)

Além do Juan Aurich (PER), o seu adversário nesta quinta-feira, em jogo válido pela última rodada do Grupo 1 da Copa Santander Libertadores, o Internacional terá de superar o gramado sintético do Elías Aguirre, local do jogo, em Chiclayo. Para obter sucesso em tal empreitada, o volante Sandro Silva, mantido entre os titulares pelo técnico Dorival Júnior, quer o Inter atuando com sabedoria no Peru.

– Sabemos da importância do jogo e que também vamos encontrar uma dificuldade grande, pelo gramado, mas faz parte. Esperamos sair com os três pontos, que é o nosso principal objetivo. Para isso, precisamos jogar, ter foco, sabedoria. Nosso pensamento é positivo – destacou o volante, que mais uma vez terá a companhia de Tinga na proteção à zaga.

O Internacional se preparou para enfrentar as adversidades do Elías Aguirre. Nesta segunda-feira, um dia antes de embarcar para Chiclayo, o Colorado realizou um treinamento no gramado sintético da PUC-RS (Pontifícia Univesidade Católica de Porto Alegre), o que foi muito importante para o jogador, que fará a sua "estreia" em um campo como a da equipe peruana.

– Isso ajuda. Até porque o quique da bola não é o mesmo. Quando você gira para marcar, é diferente, acaba escorregando um pouco mais. Particularmente, nunca joguei em um campo assim, mas agora vou ter a oportunidade e espero sair com o resultado positivo – comenta Sandro Silva, despreocupado em relação aos possíveis duelos da etapa eliminatória – explicou o camisa 24.

Sandro Silva ainda evitou pensar em qual adversário do Inter pode ter nas oitavas de final da Libertadores, caso o Colorado confirme a sua classificação.

– Não pode ter vacilo na Libertadores. Muitas vezes você se classifica em primeiro para pegar o último e as coisas se tornam difíceis. Então temos que fazer o nosso papel, vencer a partida e depois ver como as coisas ficam – encerrou.

O Internacional depende apenas de si para avançar às oitavas de final da Libertadores. Caso não derrote a equipe peruana, já eliminada, o Inter terá de torcer pelo tropeço do The Strongest (BOL), que visita o classificado Santos.



Você comentarista: