Presidente vai ao RJ, e grupo do Inter dá apoio para Oscar

Mandatário colorado tenta resolver situação junto a CBF nesta sexta-feira. Companheiros tratam de tranquilizar o meia

LANCEPRESS! - 04/05/2012 - 07:02 Porto Alegre (RS)

Oscar - Internacional (Foto: Alexandre Lops/Site Oficial do Internacional)

Um personagem que até então não tinha se envolvido pessoalmente vai ganhar papel importante no Caso Oscar. O presidente do Inter, Giovanni Luigi, vai ao Rio de Janeiro nesta sexta-feira para cobrar da CBF a inscrição de Oscar como jogador do clube gaúcho. Enquanto isso, os companheiros do meia passam força ao garoto.

Nem mesmo nas reuniões que negociaram uma tentativa de conciliação entre Inter, São Paulo e Oscar Luigi esteve presente. Agora, o mandatário vai tentar se encontrar com o presidente da CBF, José Maria Marin.

Receba primeiro as notícias do Inter no seu celular!

Nesta quinta-feira, a entidade não aceitou os esclarecimentos enviados pelo ministro do TST, Guilherme Caputo Bastos, e disse que ainda tem dúvidas. O nome do jogador não apareceu no BID. O Inter quer contar com Oscar na final do Gauchão, às 16h de domingo, no Estádio Centenário, contra o Caxias.

Nos trabalhos da quarta-feira, Oscar apareceu entre os titulares. Nesta quinta, Dorival Júnior fechou os portões e a informação ficou apenas para aqueles que tiveram acesso. O meia daria entrevista coletiva no final da tarde, mas como a decisão não foi favorável, deixou o Beira-Rio sem falar.

Enquanto isso, o grupo de jogadores passa confiança para o meia. Os mais experientes conversam esporadicamente com Oscar, para deixá-lo tranquilo. O consenso é que ele está tranquilo quanto a questão.

- Ele está tranquilo. Ele treinou, e estamos sempre dando forças. Sempre o grupo vai e fala com ele, que vai dar tudo certo – relatou Jajá, possível substituto.

- Estamos no dia a dia, é um amigo nosso, importantíssimo. Ficamos mais preocupados com o psicológico do jogador, cada dia é uma notícia. E ele não é tão experiente, procuramos conversar com ele por isso. Ele tem a cabeça boa, esperamos que até o final dessa semana isso esteja resolvido – opinou Jô.

Os dias andam complicados para Oscar. O jogador tem tido decisões positivas e negativas uma atrás da outra em relação ao processo com o São Paulo. Primeiro, a felicidade com o habeas corpus concedido pelo TST, na última semana. Agora, a incerteza de quando terá seu nome novamente inscrito no BID pela CBF. Ele admite que isso mexe com sua cabeça, mas diz estar tranquilo para quando tiver condições de jogo.

Você comentarista: