Muricy Ramalho descarta São Paulo e deve renovar contrato com o Santos

Com ex-clube sem técnico, comandante revelou que já há conversas com a diretoria alvinegra para estender atual vínculo

Marcio Porto - 29/06/2012 - 12:08 Santos (SP)

Muricy Ramalho - Santos (Foto: Ivan Storti)

O torcedor santista, simpático ao estilo de comando de Muricy Ramalho, pode ficar tranquilo. Nesta sexta-feira, o técnico declarou que já teve uma conversa com o Santos e praticamente adiantou a renovação de seu contrato, que vence no fim deste ano.

Segundo Muricy, a intenção do presidente Luis Alvaro Ribeiro é de formular um vínculo até o fim da atual gestão, em 2014, mas o técnico deve optar por manter os moldes da negociação anterior. Ou seja, estender o tempo de permanência por um ano.

- Há um mês tivemos uma conversa, o Santos queria fazer um contrato até o fim da administração, mas é longo. Às vezes, o dirigente não quer mais você e a multa é pesada, aí não quero ter esse problema - afirmou Muricy, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

- Não existe dificuldade. Estou muito contente, feliz no Santos e não quero sair. Deve acontecer a renovação, não sei por quanto tempo, mas deve estender - completou o comandante.

Muricy também falou de uma situação que tem sido recorrente nos últimos anos. Tricampeão brasileiro pelo São Paulo entre 2006 e 2008, o técnico novamente voltou a ser cogitado em seu ex-clube, que demitiu Emerson Leão na última terça-feira.

- É natural isso, sempre lembram do meu nome, porque tive passagem muito boa lá. É difícil acontecer o que aconteceu, ficou marcado, principalmente o Brasileiro, que ganhamos três vezes. É muito difícil pelo desgaste, as competições que tem no meio, você balança toda hora. É difícil demais a pressão. Tenho muitos amigos lá e sempre querem minha volta, sei disso, mas estou feliz no Santos - afirmou.

Muricy chegou ao Santos em abril de 2011 para substituir Adilson Batista. Desde então, comandou o time em 88 partidas, obteve 45 vitórias, 20 empates e sofreu 23 derrotas. Ele conquistou o título da Libertadores e foi bicampeão Paulista pelo Peixe.

Você comentarista: