Com gol no fim, Náutico vence o Grêmio nos Aflitos

Gol de Ronaldo Alves, aos 46 mintuos da etapa final, garantiu ao Timbu a sua segunda vitória seguida no Brasileirão

LANCEPRESS! - 17/06/2012 - 20:34 Recife (PE)

Náutico x Grêmio - Campeonato Brasileiro - Gol (Foto: Aldo Carneiro)

Como na próxima quinta-feira o Grêmio terá de vencer o Palmeiras por três gols de diferença para ir à final da Copa do Brasil, o técnico Vanderlei Luxemburgo, já pensando na ingrata missão que está por vir, escalou a sua equipe com três atacantes, mas o resultado não foi o esperado. O Grêmio acabou derrotado pelo Náutico, por 1 a 0, com gol aos 46 minutos do segundo tempo, neste domingo, nos Aflitos, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo - o segundo seguido no Brasileirão -, O Náutico foi a sete pontos e agora ocupa a décima posição. Já o Grêmio permanece com nove e agora em quinto. O Timbu não derrotava o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro desde 1991, quando Bizu (duas vezes) e Newton marcaram os gols do triunfo da equipe pernambucabna por 3 a 1, no dia 4 de abril.

VOTE:
> Quem foi o melhor do Náutico na vitória contra Grêmio?
> Quem foi o melhor do Grêmio na derrota para o Náutico?

GALERIA DE FOTOS:
> As imagens de Náutico 1 x 0 Grêmio

LEIA TAMBÉM:
> Gilberto Silva garante foco do Grêmio na Copa do Brasil
> Sobram lamentações no Grêmio após revés em Recife

PRÓXIMOS JOGOS

O Náutico volta a atuar no Campeonato Brasileiro no próximo sábado, dia 23, quando visitará o Atlético-MG, no Independência. Já o Grêmio recebe o Flamengo, no dia seguinte, às 16h, no Olímpico.

Antes do novo desafio pelo Brasileirão, o Tricolor visita o Palmeiras, na próxima quinta, às 21h, na Arena Barueri, em duelo decisivo pela semifinal da Copa do Brasil. O Grêmio precisa derrotar os comandados de Felipão & Cia por três gols de diferença para avançar à final da competição.

O JOGO

A tática de Luxa de montar o seu Grêmio com três atacantes - Miralles, Kleber e Marcelo Moreno - não se mostrou adequada nos primeiros minutos. Preenchendo melhor os espaços no meio de campo, o veloz Náutico tomou conta do jogo e foi, pouco a pouco, tomando conta do jogo nos Aflitos. O Grêmio levou perigo apenas aos nove minutos, quando Edilson cobrou falta de longe e acertou o travessão de Felipe.

Com o Grêmio refém da bola parada - Marco Antônio quase marcou um gol olímpio aos 20 -, o Náutico seguiu melhor em campo, mas não teve a tranquilidade necessária para vencer Victor. Martinez e Souza, por exemplo, cansaram de finalizar de fora da área na tentativa de transpor o goleiro Victor, sempre muito seguro. Araújo, muito bem marcado, não fez a diferença assim como nas quatro primeiras rodadas, quando marcou três vezes.

O Grêmio ainda teve o que lamentar no primeiro tempo. O zagueiro Werley, após dividida com Souza, levou a pior e, com muitas dores no tornozelo esquerdo, teve de ser substituído por Pará.

SEGUNDO TEMPO

Luxa não abdicou dos três atacantes e o Grêmio voltou para os 45 minutos finais com a mesma escalação. A esperança do treinador era por uma maior movimentação e, como consequência, maior participação de Miralles, Kleber e Marcelo Moreno, que foi responsável pela primeira grande chance de gol de toda a partida. O camisa 9 gremista recebeu cara a cara com Felipe, finalizou e graças a desvio providencial da marcação, a bola parou na trave esquerda.

A paciência de Luxa com a falta de criatividade do Grêmio terminou aos 18 minutos, quando Rondinelly entrou na vaga de Miralles. Com dois apoiadores em campo - Marco Antonio era o outro -, a tendência era por mais qualidade do Grêmio.

O Grêmio até havia equilibrado as ações após o Náutico ensair uma reação com as entradas de Breitner, Cleverson e Ramires, mas ficou com um a menos em campo quando Douglas Grolli recebeu o seu segundo cartão amarelo aos 34 minutos.

O Timbu, em vantagem numérica, não desistiu do triunfo e, quando o empate era certeza para muitos, o zagueiro Ronaldo Alves, aos 46 minutos, de cabeça, após cruzamento de Breitner, fez o gol do triunfo do Timbu para explosão dos Aflitos. Foi uma espécie de "vingança" pela viória do Grêmio de 1 a 0 na "Batalha dos Aflitos", assim como ficou conhecido o duelo que marcou o título do Grêmio na Série B de 2005.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 1 X 0 GRÊMIO

Local: Aflitos, Recife (PE)
Data/hora: 17/6/2012 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Manoel Nunes Lopo Garrido (BA)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Marcos W. Rocha de Amorim (BA)
Renda/Público: R$ 247,700.00/ 14.006 pagantes.
Cartões amarelos: Marcelo Moreno, Kleber, Douglas Grolli e Rondinelly (GRE)
Cartão vermelho: Douglas Grolli (GRE), 34'/2°T

GOL: Ronaldo Alves, 46'/2°T (1-0)

NÁUTICO: Felipe, Auremir, Gustavo (Ramires, 23'/2°T), Ronaldo Alves e Lúcio (Cleverson, 16'/2°T); Elicarlos, Derley, Martinez e Souza (Breitner, 16'/2°T); Rhayner e Araújo – Técnico: Alexandre Gallo.

GRÊMIO: Victor, Edilson (Tony, 29'/2°T), Werley, Gilberto Silva (Douglas Grolli, 32'/2°T) e Pará; Vilson, Léo Gago e Marco Antônio; Kleber, Marcelo Moreno e Miralles (Rondinelly, 18'/2°T) – Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Você comentarista: