Em casa! Neymar volta ao Peru, seu país 'predileto'

Contra o Juan Aurich, nesta quinta, atacante do Santos retorna ao lugar onde já deu show e marcou nove gols em sete jogos

Bruno Cassucci - 14/03/2012 - 07:00 São Paulo (SP)

Neymar (Foto: Ricardo Saibun / Divulgação)

Se Neymar é o Rei da América, certamente o Peru é um dos “reinos” prediletos do atacante. O camisa 11 santista guarda boas lembranças do país onde encara o Juan Aurich, nesta quinta-feira, pela Copa Santander Libertadores.

Dentre os 16 países que visitou com o Santos e a Seleção Brasileira, foi no Peru que a Joia mais brilhou. No País, o craque do Peixe marcou nove gols em sete partidas disputadas – todas pelo Sul-Americano Sub-20, no começo do ano passado, torneio em que foi artilheiro e eleito o melhor jogador. Foi lá também que Neymar conquistou o primeiro título vestindo a Amarelinha e marcou quatro gols em uma única partida (contra o Paraguai).

E MAIS:
Neymar discorda de Mano e Parreira e avisa: 'Quero ficar'
Peruanos 'rebatem' Muricy e prometem caça a Neymar

O retrospecto anima, mas, o atacante adota cautela. Esperando pressão da torcida local e marcação cerrada dos defensores do Juan Aurich, Neymar prevê um jogo duro.

– Pelo fato de jogarem em casa, e terem o apoio da torcida, eles vão querer ganhar do Santos. E nós precisamos estar preparados para isso. Eles jogaram duas partidas fora (contra Internacional e The Strongest-BOL). É um time retranqueiro. Contra o Inter, eles mais defenderam do que atacaram. Mas, necessitando da vitória, acho que vão jogar mais abertos – disse o camisa 11, na última terça-feira, durante o embarque santista.

Além de ter ótimo aproveitamento no Peru, Neymar costuma se dar bem fora do Brasil. Em 30 partidas no exterior, foram 14 vitórias, nove empates e sete derrotas – média de 56,6% dos pontos disputados. O número de bolas nas redes também impressiona: 19 gols – 0,63 por jogo.




Se a Joia fizer valer o retrospecto e ajudar o Peixe a derrotar o Juan Aurich, o time dará um passo importante rumo à classificação para a fase final da Libertadores. Vencer os peruanos fora de casa é considerado fundamental para a comissão técnica santista, já que o adversário é o lanterna do Grupo 1.

Com a chave santista equilibrada (Inter e The Strongest-BOL estão empatados na liderança com seis pontos em três jogos), o resultado no Peru pode ser determinante para, no futuro, a equipe garantir ou não a primeira colocação.

É hora, portanto, de Neymar fazer valer o “reinado” em solo peruano. O Juan Aurich que se cuide!

Você comentarista: