Inter vence Cruzeiro aos olhos de Diego Forlán

Com ataque inspirado, Colorado bate a Raposa por 2 a 1

LANCEPRESS! - 07/07/2012 - 20:42 Porto Alegre (RS)

Gol do Internacional - (Foto:Ricardo Rimoli)

A presença de Diego Forlán no Beira-Rio, e toda a expectativa com relação ao futuro com o novo contratado do Internacional podem ter feito diferença. Após um primeiro tempo inspiradíssimo de sua linha de frente, o Colorado bateu o Cruzeiro neste sábado por 2 a 1, no Beira-Rio. Oscar e Leandro Damião marcaram para os gaúchos. O gol da celeste saiu após a bicicleta de Léo.

Com a vitória, o Internacional chega a 15 pontos e 'dorme' no G4 do Brasileirão, só podendo ser ultrapassado pelo saldo de gols pelo rival Grêmio. Os cruzeirenses caíram para o quinto lugar, com 14 pontos. As duas equipes voltam a jogar no domingo. O Inter pega o Santos, no Beira-Rio, enquanto o Cruzeiro recebe o Grêmio no Independência.

Com golaços de Damião e Oscar, Inter bate Cruzeiro

E MAIS:
> Quem foi o melhor do Inter na vitória sobre o Cruzeiro?
> Quem foi o melhor do Cruzeiro na derrota para o Inter?

 As notícias do seu clube chegam primeiro pelo celular!

EFICIENTE, INTER DESEQUILIBRA

Após Diego Forlán ser apresentado para os torcedores, o jogo, que prometia ser brigado e equilibrado até o fim começou a pender para o lado vermelho aos sete minutos. Dagoberto fez boa tabela com D'Alessandro, e o argentino encontrou Oscar, que chutou sem qualquer chance para Fábio: 1 a 0.

O gol sofrido não assustou o time de Celso Roth. Com a marcação adiantada, o Cruzeiro tentou se lançar ao ataque, principalmente pelos lados, e tentou bolas alçadas para Anselmo Ramon. No entanto, a única tentativa que assustou a torcida do Beira-Rio foi uma bomba de William Magrão, que passou por Nei e explodiu na trave.


Léo celebra seu gol de bicicleta (Foto:Ricardo Rimoli)

Enquanto o ataque cruzeirense não funcionava com efeito, Dagoberto recebeu bola na intermediária e encontrou Leandro Damião na esquerda. O camisa 9 só esperou Fábio sair para marcar o segundo gol, aos 36 minutos. Dois minutos depois, Tinga teve a chance de diminuir o placar para o Cruzeiro, mas seu chute parou na boa defesa de Muriel.

A quatro minutos do fim, Dagoberto passou por Léo e chutou na saída de Fábio, mas a bola caprichosamente saiu à esquerda do gol.

LÉO FAZ GOL DE BICICLETA, MAS CRUZEIRO NÃO EMPATA

O técnico Celso Roth fez o Cruzeiro voltar para a segunda etapa menos conservador: o zagueiro Victorino deu lugar ao atacante Wallyson. O jogador deu passe para Everton, que, na pequena área chutou por cima do gol, logo aos dois minutos.

Com o Internacional recuado, o time celeste voltou a pressionar, e viu uma boa arrancada de Everton terminar em passe para Wallyson. O atacante chutou fraco, para a defesa de Muriel. A acomodação colorada teve castigo. Em cobrança de escanteio, Anselmo Ramon cabeceou para a área. Léo, completamente livre, mandou para a rede, diminuindo para 2 a 1, aos 19.

Os colorados acordaram e assustaram quando Leandro Damião driblou Fábio, mas adiantou a bola. Em seguida, D'Alessandro chutou à direita do gol de Fábio. Só que logo, o time do Cruzeiro voltou a pressionar. Montillo lançou Anselmo Ramon, mas seu chute foi afastado.

Vendo a equipe dominada, Dorival Junior lançou Jajá e Marcos Aurélio nos lugares de D'Alessandro e Dagoberto, respectivamente. O Cruzeiro ainda alternou jogadas para Wallyson e Anselmo Ramon, mas saiu de campo com sua segunda derrota.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2x1 CRUZEIRO
Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)
Assistentes: Marco Antônio Pessanha (RJ) e Luiz Antônio Muniz de Oliveira (RJ).
Cartões amarelos: D'Alessandro, Muriel (Internacional), Mateus, Léo, Wallyson, Anselmo Ramon (Cruzeiro)
Gols: Oscar, 7/1T (1-0), Leandro Damião, 36/1T (2-0), Léo, 19/2T (2-1).

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Indio, Bolívar e Fabrício; Elton, Josimar, Oscar e D'Alessandro (Jajá, 34/2T); Dagoberto (Marcos Aurélio, 34/2T) e Leandro Damião. Técnico: Dorival Junior.

CRUZEIRO: Fábio; Leo, Victorino (Wallyson - intervalo), Mateus e Everton (Diego Renan, 19/2T); William Magrão, Leandro Guerreiro, Tinga e Montillo; Fabinho (Souza, 12/2T) e Anselmo Ramon. Técnico: Celso Roth.

Você comentarista: