Galo e Vasco vencem e se 'descolam' na briga pela ponta

Líderes abrem vantagem sobre os outros na briga pelo título; Santos entra na zona do rebaixamento

LANCEPRESS! - 27/07/2012 - 00:08 São Paulo (SP)

Alecsandro e Danilinho (Fotos: Bruno de Lima e Gil Leonardi)

O Galo continua sobrando no Brasileirão. Até levou um susto, é verdade, ao perder a liderança para o Vasco, que jogou na quarta-feira. Mas o time mineiro mostrou que a boa fase não é passageira, não sentiu a pressão, e venceu com tranquilidade na quinta, retomando a ponta ao fim da 12ª rodada.

E o melhor: com os resultados da rodada, o Atlético-MG e o Vasco "descolaram" dos demais rivais na luta pelo título. O Galo abriu seis pontos para o Fluminense, o terceiro colocado. Já o Cruz-maltino tem quatro de vantagem.

Com outra boa atuação, o Atlético-MG venceu o Santos por 2 a 0 em casa e chegou aos 31 pontos no Nacional. E poderia ter sido mais, já que o time comandado por Cuca, teve dois gols mal anulados. O Peixe agora está na zona do rebaixamento.

A rodada foi boa também para o Vasco. O técnico Cristóvão Borges até foi vaiado, mas o Cruz-maltino venceu o clássico contra o Botafogo por 1 a 0 e chegou a assumir a liderança do Brasileirão. Pior para o Fogão, que perdeu a segunda seguida, a segunda com o astro Seedorf em campo.

O Fluminense foi mal. Além da derrota por 1 a 0 para o Grêmio, perdeu a invencibilidade no Brasileirão. O Tricolor carioca era o último invicto no Nacional. O Tricolor gaúcho, em ascensão, já é o quarto colocado e se aproxima dos líderes.

Nem a estreia do técnico Dorival Júnior "animou" o Flamengo. O Mengão continou com os problemas habituais e ficou no 0 a 0 com a Portuguesa, no Engenhão. A Lusa escapou do setor da degola.

O Internacional, o outro gaúcho no Brasileirão, também está na briga. No segundo jogo sob o comando de Fernandão, a segunda vitória: a vítima desta vez foi o Figueirense, que mesmo em casa, levou 1 a 0 e caiu para a última colocação do campeonato.

Entre os paulistas, o melhor na classificação ainda é o São Paulo. Mas o Tricolor deu vexame: contra o Atlético-GO, que começou a rodada na lanterna, chegou a levar 4 a 1 no primeiro tempo. Na etapa final, até fez mais dois gols, mas foi pouco e a partida terminou 4 a 3. Muito pouco. Agora, já são cinco os pontos de desvantagem para o Grêmio, o último do G4.

O Corinthians foi bem. Campeão da Libertadores, o Timão agora se dedica somente ao Brasileirão. Ao seu estilo, o Alvinegro paulista foi bem e venceu o Cruzeiro por 2 a 0, no Pacaembu. A Raposa também se distanciou do G4.

Já o Palmeiras reclamou do árbitro, mas também perdeu de um ex-lanterna. O Bahia, que começou a quinta-feira na última colocação, venceu o Verdão por 2 a 0, com dois de Souza, na Arena Barueri, a primeira do time em "casa" neste ano. Com o resultado, que começou com um pênalti inexistente, o Tricolor baiano saiu da zona do rebaixamento.

O Coritiba respira. O Coxa ficou atrás do placar por duas vezes, mas reagiu e bateu o Náutico por 4 a 3, nos Aflitos. Resultado que tirou o time paranaense da zona do rebaixamento.

A Ponte Preta continua no setor intermediário da tabela. A Macaca até começou bem, abriu o placar, mas cedeu o empate para o Sport. Com o 1 a 1, as duas equipes ficam na zona de classificação para a Copa Sul-Americana de 2013.

Você comentarista: