Para meia Fellype Gabriel, o mais importante é vencer

Jogador entende a torcida, que pediu bom futebol, mas diz que após duas derrotas, passar pelo Figueira era o principal objetivo

LANCEPRESS! - 30/07/2012 - 12:29 Rio de Janeiro (RJ)

Fellype Gabriel - (Foto:Alexandre Loureiro)

O importante é vencer. Este é o pensamento do meia Fellype Gabriel, do Botafogo. Segundo o jogador, a torcida tem o direito de desejar atuações mais convincentes do que a apresentada na vitória de 1 a 0, sobre o Figueirense, no sábado. No entanto, para ele, depois de duas derrotas consecutivas, a vitória foi fundamental.

- O importante é vencer. Não achei que jogamos mal. Eles tiveram chances e nós também. O torcedor quer um placar mais amplo. Temos de estar concentrados em vencer. Se der para vencer dando espetáculo, com mais gols, ótimo. Senão, o importante é garantir os três pontos - afirmou.

Na partida contra os catarinenses, Fellype deixou o gramado com uma bolsa de gelo no joelho direito. Entretanto, o meia assegurou que foi apenas por precaução, após ter levado três pancadas no mesmo local. Nesta segunda-feira, o apoiador fez trabalhos na academia com o restante dos titulares, enquanto os reservas fizeram um treinamento coletivo contra os juniores.

Meia de origem, Fellype atuou mais recuado no sábado, fazendo a função de segundo volante. Mesmo com a grande sequência de jogos, o jogador afirmou que quer sempre jogar. Porém, ele admite que essa maratona causa desgaste nos atletas.

- Quero jogar sempre, independente de quantos jogos sejam por semana. Mas quando temos cinco ou seis jogos consecutivos, isso cansa e nos causa um desgaste - disse.

Atuar fora de posição não é novidade para Fellype Gabriel. Na partida final da Taça Rio contra o Vasco, ele teve ótima atuação na vitória de 3 a 1 do alvinegro jogando na mesma função do último jogo. O jogador disse que não escolhe posição.

- Estou aqui para ajudar independente de posição. Onde o Oswaldo precisar de mim, estarei pronto para ajudar - disse.

Fellype contou ainda que observa os companheiros mais experientes, como Renato e Seedorf, desempenharem as funções de atacar e defender com eficiência para tentar melhorar o seu desempenho em campo.

O Botafogo volta a campo nesta quarta-feira, às 21h30, contra o Palmeiras, na Arena Barueri, pela Copa Sul-Americana. O técnico Oswaldo de Oliveira deverá poupar alguns jogadores no confronto por conta do excesso de jogos. No Brasileirão, a equipe volta a campo no próximo sábado, diante do Atlético-GO, em Goiânia.

Você comentarista: