Fábio Maldonado vence Joey Beltran na decisão dividida dos juízes

Lutador investiu no boxe para conquistar segunda vitória consecutiva no UFC

LANCEPRESS! - 09/10/2013 - 21:38 Barueri (SP)

Já estava aunciado. Quando Fabio Maldonado e Joey Beltran entrassem no octógono do UFC Fight Night no Combate: Maia x Shields ia sair faísca. O combate, que aconteceu na noite desta quarta-feira, em Barueri(SP), terminou com a vitória de Fabio Maldonado na decisão dividida dos juízes diante de Joey Beltran. Um seu conhecido jogo de boxe afiado, o brasileiro dominou seu oponente, mas passou por alguns momentos de apuros na disputa, que foi apertada.

Confiante e mais inteiro que seu adversário, Maldonado impôs seu jogo em pé e conseguiu ser mais efetivo do que Beltran. O combate aconteceu quase todo em pé, onde o brasileiro cadenciou a disputa e garantiu o segundo triunfo consecutivo no Ultimate.

- Não cheguei perto de finalizar a luta, mas fui melhor do que a minha última apresentação. Sempre penso em não deixar a luta nas mãos dos juízes, nunca sabemos o que pode acontecer. Não sei como deram um round para o Beltran, mas faz parte. É um sonho lutar em São Paulo. A última vez que lutei aqui ainda era lutador de boxe - declarou o atleta, ainda no octógono.

A LUTA
1º round
O duelo começou em pé. Enquanto o brasileiro tentava impôr seu conhecido e potente jogo de boxe, Beltran combinava socos e investidas de quedas. Com menos de um minuto o adversário atingiu um golpe baixo em Maldonado e a disputa foi interrompida. Quando o confronto recomeçou, a trocação se limitava à disputa na grade e o assalto chegou ao fim com o brasileiro de guilhtina encaixada, mas que foi bem defendida por Beltran

2º round
A segunda etapa começou mais movimentada, com os dois lutadores trocando golpes na luta em pé. Joey tentou trabalhar a luta agarrada e chegou a conectar boas joelhadas no brasileiro. Maldonado, insistia no boxe e provocava o oponente, o chamando para a brigar. Com um boxe afiado, Fabio acertava socos potentes no corpo e no rosto de Beltran, que já aparentava cansaço.

3º round
Muito melhor na trocação, Maldonado seguiu com o controle do centro do octógono. Provocando, o brasileiro esbanjou talento na trocação, mas não partiu para o "tudo ou nada". O americano, mesmo diante do atraso que levou em pé, teve paciência e conseguiu reverter a situação no fim da luta, quando encaixou uma guilhotina e quase finalizou o combate. O último round chegou ao fim com Hoey por cima.

Você comentarista: