Oscar pode atuar pelo Inter, diz novo ofício da CBF

Depois de documento polêmico nesta terça, entidade envia outro à Conmebol e meia está livre para encarar o Fluminense

Eduardo Moura - 09/05/2012 - 18:23 Porto Alegre (RS)

Oscar - Caxias x Internacional (Foto: Ricardo Rímoli)

A informação esperada pelo Internacional chegou no final da tarde desta quarta-feira à Conmebol: a CBF enviou novo ofício dizendo que Oscar "se encontra efetivamente registrado pelo Internacional está habilitado a disputar partidas pelo dito clube". Assim, o meia está livre para encarar o Fluminense nesta quinta, pela Copa Santander Libertadores.

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) foi utilizado de ponte pelo Internacional. Por ter trânsito na entidade, Francisco Novelletto intermediou as negociações com CBF e Conmebol e já avisou ao Colorado e ao representante da entidade sul-americana, Hugo Figueiredo, sobre o novo documento.

E MAIS
> Fluminense envia ofício para Conmebol sobre caso Oscar
> CBF não deixa claro se Oscar pode ou não jogar no Inter

- Conseguimos este documento agora, faz alguns minutos, e o repassamos para a Conmebol. Ele é muito mais claro e objetivo do que o documento anterior - revelou Novelletto.

Caso não recebesse o ofício, mesmo acreditando que poderia colocar Oscar em campo no Engenhão, por uma questão de resguardo, o Internacional não o escalaria.

ENTENDA O CASO:

A posição da CBF, nesta terça-feira, foi alvo de muitas críticas dos dirigentes colorados. O presidente Giovanni Luigi, inclusive, chegou a dizer que queria a "verdade" da instituição máxima do futebol brasileiro.

Durante a quarta, o assunto movimentou os bastidores. O departamento jurídico trabalhou para conseguir a liberação, bem como os dirigentes. Por outro lado, o Caxias entrou com uma ação na FGF para reclamar a utilização do meia na final do Gauchão, domingo passado, partida que teve inclusive gol do jogador.

O Inter reconhece o direito do adversário no Estadual, mas afirma que tem um documento da FGF liberando o jogador para atuar, exatamente por já constar no BID como jogador colorado.

Novo documento da CBF sobre caso Oscar (Foto: Reprodução)

 

Você comentarista: