Com nocaute, José Aldo mantém cinturão pela 3ª vez

Brasileiro derrotou Chad Mendes faltando apenas um segundo para acabar o primeiro round

LANCEPRESS! - 15/01/2012 - 03:09 Rio de Janeiro (RJ)

UFC 142 Rio - José Aldo (Foto: Antonio Lacerda/EFE)

Na sua melhor exibição desde que se juntou ao UFC, o campeão dos penas José Aldo manteve seu cinturão pela terceira vez com um nocaute espetacular diante de Chad Mendes, em luta realizada na madrugada deste domingo, na HSBC Arena.

A vitória no UFC 142 veio no fim do primeiro round. Faltando apenas um segundo, o brazuca acertou uma joelhada no adversário e emendou o golpe com socos.

> E MAIS UFC 142:
Brasileiro leva prêmios da noite do UFC e embolsa R$ 233 mil
Mendes reconhece superioridade de Aldo: 'Um grande campeão'
Belfort finaliza Johnson na penúltima luta do UFC 142
Derrota e balança levam rival de Belfort à demissão do UFC
Toquinho bate americano com facilidade


Mendes começou a luta tentando surpreender o brasileiro soltando o jogo em pé, com muitos chutes baixos. Paciente, o brasileiro esperou a oportunidade certa para começar a atacar.

José Aldo soube controlar bem o primeiro round (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Algumas trocas de socos depois, Mendes colou em Aldo e o colocou para baixo. Escorregadio, o campeão logo voltou para a luta em pé.

Faltando menos de um minuto para o término da primeira etapa do combate, o americano cinturou o brasileiro e tentou novamente colocar o combate para o chão. Esperto, Aldo segurou a onda até que Mendes o soltou. Imediatamente, o campeão encaixou uma joelhada e seguiu o golpe com socos certeiros para conseguir o nocaute.

Aldo vence, dribla seguranças e corre pra galera no UFC

> VEJA TAMBÉM:
Em duelo de brasileiros, Carlo Prater vence por desqualificação

Erick Silva: 'Tenho certeza que o árbitro errou'
Edson Barboza consegue nocaute incrível
Neymar 'faz média' e elege Spider o melhor do MMA
Brasil só perde uma no card preliminar

Após a luta, animado com a vitória, Aldo se jogou na torcida presente e deu trabalho aos seguranças. Um deles, que tentava tirar o lutador das "garras" do público, não parava de falar no ouvido de Aldo: "Eu te amo, campeão!"

De volta ao cage, o brasileiro se declarou ao Rio de Janeiro e ao UFC:

 - Aqui é a minha casa, é onde me sinto bem. Precisava nocautear e fiz isso por vocês.

Você comentarista: