Agente diz que Loco Abreu vai fazer o máximo para dar volta por cima no Botafogo

Saída do argentino Herrera abre espaço para Loco Abreu recuperar posição no ataque alvinegro no Campeonato Brasileiro

Raphael Bózeo
Tiago Pereira
- 27/06/2012 - 07:13 Rio de Janeiro (RJ)

Loco Abreu - Treino do Botafogo (Foto: Cleber Mendes)

A fase não é boa, o espaço no clube não é mais o mesmo, mas Loco Abreu vai fazer o máximo para recuperar todo o prestígio que o fez virar ídolo do Botafogo. A chance de deixar o clube existe, mas não antes de tentar provar ao técnico Oswaldo de Oliveira que pode ser titular novamente. O camisa 13 até chegou a declarar que pode sair por não se encaixar no esquema do treinador, mas a venda de Herrera abre espaço para uma nova chance. Vale tentar.

Sem o argentino e com carência de jogadores no setor, o uruguaio espera convencer o treinador a ser mais maleável, já que o comandante alvinegro prefere um atacante com mais mobilidade.

Diante das especulações sobre o futuro de Abreu, o empresário do atleta, o uruguaio Jorge Chijane, conversou com o LANCE! e garantiu que Loco fará todo o esforço para recuperar espaço.

– É uma fase diferente do Abreu e a gente sabe disso. Ele tem um grande carinho pelo Botafogo por tudo o que viveu no clube. A meta dele agora é dar essa volta por cima. Não vai poupar esforços para isso – disse Chijane, garantindo que o jogador pretende ficar no clube.

– Tem contrato até 2014 e vai ficar. Se acontecer alguma coisa mais para a frente, avaliaremos.

Abreu participou de apenas dois jogos no Brasileiro, contra o São Paulo e Ponte Preta. Em ambos, foi titular e substituído no segundo tempo. Apesar de não querer “brigar com a tática”, como ele mesmo disse, Loco quer “vencê-la” para novamente ser o dono do ataque alvinegro. A torcida deseja boa sorte!

- Com a palavra
Jorge Chijane

Empresário de Loco Abreu, ao LANCE!, por telefone

"Loco Abreu entende a situação que está vivendo. O técnico escolheu uma tática e o estilo dele é diferente do pretendido pelo Oswaldo de Oliveira. O Loco é muito querido no Botafogo e agora não é o momento de ele sair, apesar de não querer ficar no banco de reservas.

Temos um relacionamento excelente com o Anderson Barros (gerente de futebol do Botafogo), e se por ventura acontecer algo, vamos conversar para definir o melhor para os dois lados.

Ouvi gente dizer de Emirados Árabes, China e Uruguai. Mas posso dizer que a ideia é ficar no Botafogo e recuperar seu espaço".

Você comentarista: