Seleção estreia com Estados Unidos no Grand Prix

O primeiro jogo da etapa final do Grand Prix acontecerá nesta quarta-feira ás 2h (horário de Brasília), em Ningbo, na China

LANCEPRESS! - 25/06/2012 - 14:50 Rio de Janeiro

Brasileiras comemoram ponto conquistado na vitória diante do Peru (Crédito: Vipcomm)

O vôlei feminino joga nesta quarta-feira ás 2h (de brasília) contra os Estados Unidos, será o primeiro jogo da Fase Final do Grand Prix no Beilun Sport, em Ningbo, na China.

A seleção brasileira conseguiu a última vaga para a etapa final se classificando em quinto lugar, com 19 pontos (oito vitórias e uma derrota). Já as americanas, conseguiram o primeiro lugar na classificação geral com 27 pontos e a marca de nove jogos sem perder. Não será a primeira vez que as duas seleções se enfrentarão na 20ª edição do Grand Prix, o primeiro confronto aconteceu na cidade de São Bernardo do Campo (SP) que terminou com a vitória dos Estados Unidos por 3 sets a 1.

- Os Estados Unidos não vieram para a Fase Final com a equipe completa, mas, mesmo assim, é um time que tem uma qualidade técnica muito grande. No meio, elas jogam com a Bown, a Danielle Scott e a Harmotto. Na saída, com a Haneef e a Metcalf. Na ponta, com a Hodge e a Richards, a Davis de líbero, e a Glass levantando. Será mais um jogo difícil. O sistema defensivo das americanas é muito forte e elas são obedientes taticamente - analisou o treinador José Roberto Guimarães. que também comentou a importância do Grand Prix para a preparação do Brasil.

O técnico também falou da importância da competição para a preparação do Brasil -O jogo contra os Estados Unidos será mais um grande teste. Esse Grand Prix tem sido um teste desde o início. Jogamos contra seleções que vamos encontrar nos Jogos Olímpicos e a experiência está sendo benéfica. O importante dessa Fase Final é continuar a nossa preparação para Londres e nada melhor do que pegar adversários difíceis. Nesta fase vamos enfrentar três que vão estar no nosso grupo na Olimpíada- declarou José Roberto Guimarães referindo-se além dos Estados Unidos, a China e Turquia.

Fabi, que atua como líbero, é uma das jogadoras mais antigas da seleção. Ela comentou a atual situação da equipe que espera pelo jogo contra as americanas.

-Para o Brasil foi muito importante se classificar para Fase Final. Pegamos três grupos difíceis na fase classificatória. Disputar as finais de um campeonato tradicional como o Grand Prix, que é a única competição que antecede as Olimpíadas, representa, ainda, a oportunidade de enfrentar times que vão ser nossos adversários diretos na briga por uma medalha olímpica- comentou a líbero Fabi.

Você comentarista: