Mais um! Rafael Silva conquista o bronze no judô na Olimpíada

Judoca brasileiro venceu o sul-coreano Sung-Min Kim no golden score, após segunda punição para o adversário: a quarta medalha do judô brasileiro em Londres

LANCEPRESS! - 03/08/2012 - 12:03 Londres (ING)

Em sua estreia em Jogos Olímpicos, o judoca Rafael Silva, da categoria pesado (acima de 100kg), conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Londres. Nesta sexta-feira, o brasileiro derrotou o sul-coreano Sung-Min Kim, quinto do ranking mundial, no golden score, após o adversário receber a segunda punição. Com isso, Rafael ganhou um yuko.

- Minha família estava aqui asssistindo e não podia decepcionar. Estou na Seleção adulta há quatro anos, foi fruto de um trabalho bem feito e de uma preparação correta. Os treinos em Sheffield (ING) me ajudaram muito. Espero que essa conquista atraia mais gente para competir nos pesos mais pesados - comemorou o judoca.

Veja a luta que deu o bronze a Rafael Silva

A luta desta sexta-feira foi bem equilibrada. Com um combate amarrado, os dois judocas acabaram punidos pela arbitragem por falta de combatividade. A disputa acabou indo para o golden score, a prorrogação do judô. O sul-coreano continuou evitando a luta, acabou punido novamente e o brasileiro saiu com a vitória e a medalha.

Com o resultado, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) alcança a meta estabelecida para os Jogos de Londres: conquistar quatro medalhas, sendo uma de ouro. Além do bronze de Rafael Silva, o país obteve na Olimpíada o ouro com Sarah Menezes e o bronze de Felipe Kitadai, ambas na categoria ligeiro, e o bronze de Mayra Aguiar, no peso-pesado.

Conhecido como Baby, Rafael, terceiro do ranking mundial, vive uma boa temporada. Ele foi campeão do Masters de Almaty (CAZ) e vice-campeão do Grand Slam de Paris (FRA) e já tinha enfrentado o sul-coreano três vezes, com duas vitórias e uma derrota. Ele venceu na semifinal do Mundial por Equipes, em Paris (FRA), em agosto do ano passado, e na semifinal do Grand Slam de Paris, em fevereiro deste ano. A derrota aconteceu no Mundial Júnior, em outubro de 2006.

Você comentarista: