Damião revela torcida por Corinthians e Jô, futuro colega de Inter

Mesmo com apenas três anos de diferença, centroavante assistia a novo companheiro antes de atuar

Eduardo Moura - 20/07/2011 - 12:58 Porto Alegre (RS)

Jô, do Manchester City (Foto: Reuters)

A diferença de idade entre eles é pouca. Entre Leandro Damião e Jô, o próximo reforço a ser anunciado pelo Inter, há apenas três anos. Mesmo assim, por voltas que o futebol dá, o centroavante do Inter torcia para o seu novo companheiro enquanto este estava no Corinthians.

Futuro companheiro de ataque de Damião, Jô deve ser anunciado pelo presidente do Inter nesta quarta-feira de forma oficial. Pelo Twitter, o próprio jogador já revelou o acerto com os gaúchos e chegou nesta manhã aPorto Alegre. 

Com um passado de vida complicado, Damião iniciou a jogar futebol de forma tardia. Jogava na várzea até 2009, quando foi descoberto pelo Atlético Ibirama, em Santa Catarina. Daí para o Inter, foi um pulo. Ainda em São Paulo, quando atuava no futebol amador, assistia aos jogos do Corinthians, seu time na época, e torcia para Jô marcar gols no ataque.

- Eu me lembro dele quando nem jogava bola profissional. Eu estava em São Paulo e assistia ao jogos dele. Torcia muito, via os jogos dele. Vai ajudar muito a gente, é vivido, não só ele como os outros que chegarem  – afirmou Leandro Damião.

O centroavante admitiu que era um apoiador do Corinthians na infância e adolescência. Agora no Inter desde 2009, o centroavante afirma que toda sua família trocou de time e é colorada.

- Era corintiano, sim. Toda família era, mas agora é todo mundo colorado. Vai uns 30, 40 pessoas no estádio fardados para apoiar o Inter – destacou.

Enquanto Damião assistia aos jogos e torcia fora de campo, Jô era destaque dentro das quatro linhas. Seu início no Corinthians aconteceu com 16 anos, quando estreou com a camisa do Corinthians, em 2003. O Inter deve anunciar o nome de Jô como reforço nesta quarta-feira, já que a janela de transferências fecha de forma oficial.

Até o momento, o camisa 9 do Inter tem 24 gols em 28 jogos. Ainda que se feche a janela e o jogador tenha tido o contrato renovado para ser valorizado, o Inter não descarta vender o jogador se receber uma proposta irrecusável.

Você comentarista: