Ney Franco e Vanderlei Luxemburgo disputam para ser o treinador do Flu

Clube define dupla como alvo para substituir Abel Braga e decisão pode sair nesta terça-feira, em reunião com toda a alta cúpula de futebol do Tricolor

Guilherme Abrahão e Sérgio Arêas - 30/07/2013 - 06:08 Rio de Janeiro (RJ)

Luxemburgo e Ney Franco (Foto: Arquivo LANCE!)

O Fluminense já tem os nomes de quem será o substituto para Abel Braga no comando técnico da equipe. Vanderlei Luxemburgo e Ney Franco disputam a preferência. Após uma reunião com os integrantes do departamento de futebol, Celso Barros e o presidente do clube, Peter Siemsen, que dará a palavra final, o anúncio do novo treinador pode ocorrer ainda nesta terça-feira.

Luxemburgo e Ney já conversaram com presidente da Unimed-Rio e se mostraram dispostos a assumir o atual campeão brasileiro. Ambos estão no Rio de Janeiro, em suas residências fixas.

Além da dupla, o atual técnico do Bahia, Cristóvão Borges, foi consultado e recusou. Os motivos que fizeram Cristóvão declinar da convite foram o bom momento vivido no clube baiano, além da proposta de contrato até o fim da temporada oferecido pelo Fluminense. Para completar, o treinador afirmou que não gosta de quebrar compromissos e seu contrato com o Bahia se encerra em dezembro.

E MAIS
- Emocionado, Abel Braga afirma: 'Deixo um pedaço de mim aqui dentro'
- Após cinco derrotas seguidas, Abel não é mais o técnico do Fluminense
- Peter Siemsen e Rodrigo Caetano anunciam saída de Abel do Fluminense

GALERIA DE FOTOS
- Veja as imagens da despedida de Abel Braga nas Laranjeiras

O nome de Ney Franco agrada mais à diretoria do Fluminense por ter um perfil mais motivador. Pessoas ligadas ao departamento de futebol confirmaram à reportagem do LANCE!Net que o treinador pode ser uma boa saída pelo momento delicado que o Tricolor vive e daria uma injeção de ânimo nos jogadores.

Já Vanderlei Luxemburgo encontra resistência devido ao temperamento forte e à identificação com o Flamengo. Em contrapartida, Luxa pode dar uma sacudida na equipe e mexer com os brios dos jogadores, por ser um treinador mais enérgico do que Ney Franco.


Abel Braga foi às Laranjeiras despedir-se dos jogadores (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

Oficialmente, o Fluminense segue cauteloso e não quer debater os nomes que estão na lista.

– Não vamos falar de nenhum nome via imprensa. Quando tiver novidades, vamos anunciar – disse o presidente do clube, Peter Siemsen.

FLU PENSA EM COMISSÃO TÉCNICA PERMANENTE

E não foi só Abel Braga que deixou o Fluminense nesta segunda. Os principais integrantes da comissão técnica, como o auxiliar Leomir de Souza, o preparador físico Cristiano Nunes, o fisioterapeuta Fábio Marcelo, além do preparador de goleiros Marquinho, não seguirão no clube. Por isso, o presidente Peter Siemsen não descartou, no futuro, que o clube tente manter uma comissão técnica permanente, como é prática em alguns clubes.

– É um projeto que certamente vamos trabalhar para ter, uma comissão técnica fixa. Isso é bom para os clubes – disse, lembrando a passagem de Enderson Moreira pelo Flu, que teve este intuito. Porém, o atual treinador do Goiás buscou novos ares.

– Quando pensamos em alguém assim, colocamos o Enderson. Mas as coisas foram antecipadas. Ele ganhou um valor de mercado e a proposta deixou de interessá-lo. Virou protagonista em outro clube – disse.

Você comentarista: