Fluminense ainda tem nos planos a construção de estádio próprio

Presidente Peter Siemsen afirma que clube tentará agarrar chances caso ela surja

Rodrigo Lois - 24/11/2012 - 09:15 Rio de Janeiro (RJ)

Novo Maracanã (Foto: Divulgação)

Enquanto trabalha o planejamento para 2013 sobre gestão de arenas sem ter um estádio como elemento principal, o Fluminense sonha com a própria casa. A questão não é tratada como impossível, mas é a última na escala atual de prioridades do clube. Porém, isso pode mudar, caso surja alguma oportunidade no futuro próximo.

– Um dos meus sonhos é ter um estádio próprio. O Fluminense do Fluminense. Sabemos das dificuldades imobiliárias no Rio de Janeiro, mas quem sabe o prefeito se sensibiliza. O Maracanã é fantástico, mas a gente precisa da nossa casa. Se houver qualquer oportunidade nesse meio tempo, a gente agarra – afirmou o presidente do clube, Peter Siemsen.

Faz parte dos planos do Fluminense para o ano que vem a utilização do Maracanã, em parte do Campeonato Brasileiro, mas só no segundo semestre. A possibilidade da realização de jogos na primeira metade de 2013 está praticamente descartada, por conta da preparação do estádio para a Copa das Confederações. Ter sua própria arena seria o cenário ideal para o clube, para poder trabalhar em outra potência a relação com sócios e torcedores.

- Para o Fluminense seria muito legal ter sua própria casa. Você alugar um estádio, mesmo que o Maracanã, será por um contrato de utilização. É um pouco prejudicial. Com um estádio para 30, 40 mil, imagina o fluxo de venda que hoje eu não tenho em uma loja. Você pode fazer muita coisa no estádio porque o fluxo de pessoas é muito maior. Ele tem que ser o lugar central, onde você tem a gestão, e a circulação de sócios e torcedores, gerando receita continuamente para o clube - disse.

Enquanto isso, o Fluminense terá de continuar jogando no Engenhão. O problema é que o contrato com o Botafogo acaba no fim deste ano e o Tricolor ainda negocia a renovação, com muita cautela.

Você comentarista: