Agora sim! Fluminense anuncia a contratação de Wellington Silva

Conforme o LANCE!Net noticiou na última semana, jogador acerta com o Tricolor por três temporadas e vai se juntar a todo o elenco neste sábado para a pré-temporada em Atibaia (SP)

Guilherme Abrahão - 04/01/2013 - 11:29 Rio de Janeiro (RJ)


Finalmente o Fluminense anunciou oficialmente o lateral-direito Wellington Silva como reforço para a temporada 2013. Conforme o LANCE!Net havia antecipado, o jogador já tinha acertados todas as bases com o Tricolor e a proposta também havia agradado o Resende, dono de 84% dos direitos econômicos do jogador. Wellington Silva assina por três anos, tendo uma remuneração com aumentos gradativos de R$ 10 mil anuais. Na primeira temporada, ganhará cerca de R$ 70 mil, chegando até R$ 90 mil em 2015.

O Tricolor firmou o acordo com o Resende e vai adquirir 50% dos direitos econômicos do lateral, além de registrar os federativos. O Resende, gerido pela empresa do advogado Alberto Macedo, que conduziu toda a negociação, será detentor dos outros 34%, deixando 16% para o Flamengo, clube que o jogador defendeu no último ano. O Flu ainda estabeleceu uma multa rescisória para clubes do Brasil e do exterior, sendo mais alta para os interessados de fora.

A contratação de Wellington Silva é mais um 'pernada' do Flu no rival. No ano passado, o Rubro-Negro também possuía preferência de compra por Thiago Neves, mas não exerceu, deixando o apoiador seguir para as Laranjeiras. Com o lateral foi diferente. O Fla notificou o Resende mostrando que gostaria de ficar com o jogador, mas a proposta do Fluminense acabou seduzindo o jogador e o Resende e o próprio atleta enviou uma carta afirmando que não seguiria na Gávea. Vendo isso, o Fla jogou a toalha e saiu do negócio, deixando o caminho livre para o Tricolor.

Wellington Silva ainda se viu envolvido em um imbróglio com dois empresários. O primeiro, é Marcos Marinho, que garante ter um contrato com o jogador para representá-lo. O segundo é Léo Rabello, que afirma ter a mesma procuração. Contudo, Rabello foi quem ofereceu o jogador ao Fluminense e abriu negociações com o aval de Alberto Macedo. Financeiramente, para o Resende e para o jogador, o Flu superou a concorrência do Flamengo.

Deixado de lado, Marinho aguardava o desfecho da negociação com o Tricolor para entrar em contato com as partes envolvidas e definir os caminhos legais que a situação deve tomar. O agente não se pronunciou sobre o Fluminense, porque garantiu estar respeitando o contrato de prioridade do Flamengo e que não estava na nova negociação.

Ainda em viagem, Alberto Macedo nomeou um representante do Resende para finalizar o negócio e assinar a liberação de Wellington Silva para o Fluminense. O pagamento ainda não foi finalizado, mas Fluminense e Resende vão se reunir na próxima semana para bater o martelo. A ideia, é que o Tricolor pague uma quantia em dinheiro de cerca de R$ 2 milhões, além do empréstimo de três atletas para a disputa do Campeonato Carioca. O atacante Bruno Veiga deve ser integrado nessa lista e os outros ainda serão definidos em conjunto com o técnico Abel Braga.

O contrato do jogador já havia sido redigido no último dia 27 e só aguardava o fim do empréstimo com o Flamengo para ser colocado na mesa e analisado pelas partes, que foram prontamente aceitas nesta sexta-feira pela manhã. Além do vínculo com o Fla, o que também atrasou a negociação foi o período de recesso tirado pela diretoria do Fluminense, em especial do diretor executivo, Rodrigo Caetano, principal responsável pelo negócio. Na quinta-feira, o lateral falou com o LANCE!Net e se mostrou ansioso pelo acerto. Em seguida, foi vetado pela diretoria do próprio Flu de dar entrevistas.

O novo lateral do Flu será apresentado oficialmente nesta manhã nas Laranjeiras e depois viaja neste sábado para Atibaia (SP), com toda a equipe, para realizar a pré-temporada até o dia 16. Com o acerto do segundo reforço para 2013, o primeiro foi Rhayner, ex-Náutico, o Fluminense mantém as atenções voltadas para a contratação de um lateral-esquerdo e possui conversas com um apoiador, com o nome mantido em absoluto sigilo. O primeiro caso é o mais emblemático, já que o Tricolor fez propostas por Márcio Azevedo, do Botafogo, e Reinaldo, do Sport, e ambas não foram aceitas. O Flu estuda seis opções no mercado e ainda não definiu o alvo.

Nesta sexta-feira, a cúpula de futebol marcou uma reunião, com o técnico Abel Braga, para traçar esta meta. Diego Renan, do Cruzeiro, foi consultado há algumas semanas, mas o Fluminense não manifestou mais interesse.

Você comentarista: