LANCENET! desvenda o novo Ninho do Urubu

Clube já marcou data para lançamento da pedra fundamental que dará início às obras no centro de treinamento

Amélia Sabino
Eduardo Mendes
- 08/04/2011 - 07:46 Rio de Janeiro (RJ)

Ninho do Urubu (foto: Cleber Mendes)

O Flamengo se mobiliza para lançar no próximo dia 26 a pedra fundamental que marcará o início das obras no Ninho do Urubu. Elaborado em 2005, o projeto de construção do centro de treinamentos foi reformulado e entregue este ano com seu corpo definitivo.

 As notícias do Mengão chegam antes até você!

O LANCENET! teve acesso aos detalhes de como serão os blocos destinados ao profissional e à base. Para construir o Núcleo de Alto Rendimento, que atenderá o grupo principal e será erguido primeiramente, o clube desembolsará R$ 7,5 milhões.

Conheça os detalhes das reformas que vão transformar o CT

Desse total, o Flamengo já angariou cerca de R$ 4 milhões. Só do projeto Rubro-Negro Para Sempre, foi R$ 1,5 milhão com a venda dos tijolinhos. Outros R$ 2 milhões são oriundos de uma parceria com a companhia de bebidas Ambev. A intenção é que os dois blocos, 16 e 17, do profissional, sejam entregues em fevereiro de 2012.

Estes módulos têm dois andares. O primeiro deles abrigará um auditório com 63 lugares, cozinha, quarto de estudo, sala de estar, refeitório e um alojamento para funcionários. No segundo andar serão 24 quartos duplos, onde os jogadores dormirão.

Já no bloco 17 será feito um centro de integração entre todas as áreas médicas, com piscina fisioterápica e sala de musculação. Haverá também nesse local sala de imprensa, cinco vestiários e depósito para os materiais esportivos.

A obra será licitada de acordo com o andamento. Na próxima semana, o Rubro-Negro deverá abrir processo para as empresas que serão responsáveis pela terraplanagem e fundação do prédio.

– Isso chamamos de subempreitada e diminuirá o custo da obra – disse Alexandre Wrobel, vice de patrimônio do Flamengo.

CT REFORÇA PREMISSA DA INTEGRAÇÃO

As primeiras obras a serem feitas no Ninho do Urubu englobariam o complexo do Núcleo de Formação destinado ao futebol de base. Por um conselho do técnico Vanderlei Luxemburgo, entretanto, o profissional terá seu prédio feito antes. A justificativa é simples:

– Vanderlei disse que os garotos precisam ver a estrutura do profissional pronta e almejar chegar lá, no futuro. Então ele sugeriu essa mudança – explicou Alexandre Wrobel, vice de patrimônio.

O intercâmbio entre a categoria de base e o grupo principal é a premissa que norteia os trabalhos de integração entre os dois departamentos no Flamengo.

Uma cancela irá separá-los no Ninho do Urubu, mas não impedirá que haja a comunicação diária entre os profissionais.

– O Flamengo será um dos únicos a ter um centro de treinamentos integrado. Isso é um processo que já existe hoje no clube – explicou Carlos Brazil, diretor da base.

O Núcleo de Formação será composto por dois dormitórios com dez beliches e 15 quartos com duas beliches. Um hotel também será construído acoplado a essa estrutura, com 12 quartos e duas beliches em cada, totalizando uma capacidade para 48 pessoas.

A estrutura mudará a atual rotina dos jovens rubro-negros e também consolidará o projeto de reformulação feito na base do clube desde o ano passado.

Hoje, apenas 30 jogadores ficam hospedados no Ninho do Urubu e os atletas alternam as atividades entre o centro de treinamentos e também a Gávea.

– Poderemos trazer mais jogadores de fora do estado e realizar mais clínicas e receber outras delegações – comentou Brazil.

Você comentarista: