Joel Santana é questionado e Sampaoli ganha força

Falta de padrão de jogo e o baixo desempenho apresentado pela equipe são os principais argumentos sustentados pela diretoria

Bruno Braga
Eduardo Mendes
Roberto Murad
- 26/06/2012 - 07:02 Rio de Janeiro (RJ)

Treino do Flamengo - Joel Santana - (Foto:Alexandre Loureiro/Lancepress)

O novo resultado negativo do Flamengo no Brasileiro voltou a colocar em xeque o trabalho de Joel Santana. E não é apenas a derrota que gera questionamentos. O discurso confiante e repetitivo do técnico, que diz que o time irá evoluir e disputará o título, também irrita parte da diretoria.

A falta de um padrão de jogo e o baixo desempenho apresentado pela equipe são os principais argumentos sustentados por aqueles que pedem a saída do treinador.

E é nesse cenário que o nome de Jorge Sampaoli, da Universidad de Chile, volta a ganhar força internamente no clube. Uma ala influente no Flamengo defende a contratação do treinador argentino.

Antes de Joel Santana suceder Vanderlei Luxemburgo, o treinador da La U foi sugerido à presidente Patricia Amorim. Na época, porém, a mandatária vetou a contratação de Sampaoli, da mesma maneira que não aprovou Renato Gaúcho, outro nome avaliado.

Na frigideira: Joel balança no Fla


Com contrato vigente com os chilenos até o fim de 2013, após renovar no início do ano, Sampaoli tem multa avaliada em cerca de R$ 2 milhões. O treinador ganha US$ 1 milhão (R$ 2 milhões) por temporada, o que equivale a R$ 166 mil mensais. Depois da eliminação da Universidad de Chile na Copa Santander Libertadores, uma possível saída dele poderia ser conversada.

No decorrer da competição, Sampaoli despertou o interesse do Cruzeiro, mas ele avisou que não negociaria com clube algum antes do término da participação da La U na Libertadores.

Apesar do coro favorável de nomes importantes da cúpula rubro-negra, Sampaoli ganha resistência não só da presidência como também de outros aliados de Patricia Amorim, que ainda esperam por uma melhor opção no mercado para determinar o fim do comando de Joel Santana à frente do Flamengo. Por enquanto, não houve contatos oficiais com o técnico.

Dunga e Jorginho são as outras opções

O técnico da Universidad de Chile, Jorge Sampaoli, pode ser o nome favorito por muitos dirigentes, mas Dunga e Jorginho também figuram entre os treinadores que podem suceder Joel Santana caso ele não consiga um bom resultado no jogo de domingo, contra o Atlético Goianiense.

O vice de finanças, Michel Levy, já havia sugerido em outra oportunidade a contratação do ex-treinador da Seleção Brasileira, mas Joel ganhou força, principalmente pela presidente Patricia Amorim, e acabou sendo contratado.

Já o nome de Jorginho é o preferido do diretor de futebol, Zinho, mas ele tem vínculo com o Kashima Antlers (Japão) e tirá-lo de lá poderia sair muito caro para os cofres rubro-negros.

Você comentarista: