Flamengo confirma negociações com Renato Augusto e Ibson

Transferências envolveriam trocas de jogadores rubro-negros

Bruno Braga
Roberto Murad
- 27/04/2012 - 19:25 Rio de Janeiro (RJ)

Ibson e Renato Augusto (Fotos: Gilvan de Souza e Julio Cesar Guimarães)

Ibson e Renato Augusto são os dois grandes reforços que o Flamengo pretende anunciar para o segundo semestre de 2012.  Pela primeira vez os dirigentes rubro-negros confirmaram estar negociando com os dois jogadores, mas fizeram questão de deixar claro que as transferências ainda não estão concluídas.

- Estamos negociando, claro que há o interesse. Agora, se eu disser que está fechado é uma falta de responsabilidade. Fechado é quando o jogador assina o contrato - afirmou Michel Levy, vice de finanças do Fla.

Para Joel, Ibson tem o jeito e as cores do Flamengo


Consultado pela equipe do LANCENET!, o vice de relações externas, Walter Oaquim, seguiu a mesma linha do companheiro.

- São dois jogadores bons, mas não tem nada oficial. Só vamos falar quando os negócios estiverem concluídos. Antes disso não podemos dar nenhum detalhe - explicou.

A transferência de Ibson é a que está mais avançada. O jogador do Santos pediu para ser negociado com o Flamengo, que terá de dar em troca o zagueiro David Braz e o jovem lateral Rafael Galhardo, além de uma compensação financeira.

Ibson só iria para o Flamengo após o fim da Copa Santander Libertadores, principal preocupação do Santos neste momento. A intenção dos dirigentes santistas era de que a negociação não se tornasse pública para não atrapalhar o ambiente do time na competição.

Já o caso de Renato Augusto é um pouco mais complicado. O contrato do meia com o Bayer Leverkusen (ALE) vai até 2014 e o clube alemão também quer envolver um jogador rubro-negro no negócio. Esse jogador ainda não foi consultado pelo Flamengo.

Um fato que pode ajudar na negociação de Renato Augusto é que o Flamengo ainda detém 10% dos direitos econômicos do jogador. Quando o clube da Gávea vendeu a promessa para o clube alemão, em 2008, pela quantia de 10 milhões de euros (cerca de R$ 25 milhões, na época) o Rubro-Negro optou por ficar com parte dos direitos para o caso de uma futura venda.

Os cartolas rubro-negros estão trabalhando arduamente nos últimos dias para finalizar as negociações. A intenção é de que os jogadores possam trabalhar com o restante do elenco antes de começar o Campeonato Brasileiro, na última quinzena de maio.

Você comentarista: