Elias emite nota oficial e reafirma dívidas do Sporting

Jogador rubro-negro esclarece pendências financeiras que o clube português tem com ele, além de dizer que não desonrou o nome da agremiação

LANCEPRESS! - 11/09/2013 - 20:27 Rio de Janeiro (RJ)

Elias - Corinthians x Flamengo (Foto: Ale Cabral/LANCE!Press)

O volante Elias, na tarde desta quarta-feira, emitiu uma nota oficial sobre a sua situação com o Sporting (POR), clube pelo qual foi emprestado ao Flamengo. No documento, o camisa 8 rubro-negro nega que tenha faltado com a verdade ou ofendido o clube português e voltou a afirmar que a instituição não honrou com os compromissos, tendo valores pendentes desde outubro de 2011.

Sendo assim, ele garante que seus direitos permanecerão vinculados ao Sporting até que a Fifa decida a questão – o jogador acionou a entidade recentemente cobrando quantias atrasadas.

Ainda na nota oficial, o jogador afirmou que houve uma negociação da dívida no ano passado, porém, mais uma vez, o Sporting não teria cumprido com os prazos acordados.

E MAIS
>Torcida protesta na Gávea e pede saídas de Pelaipe e Bap

>VÍDEO Para Gabriel, problema do Fla é entrosamento
>VÍDEO Meia do Fla comemora mando de jogos no Maracanã

Em entrevista ao jornal O Globo, há alguns meses, Elias teria afirmado que ficou sem receber, o que teria pesado para a sua saída. Pouco depois, o clube português enviou um comunicado desmentindo o atacante.

Recentemente, o Sporting afirmou que vai acionar a Justiça pedindo uma indenização ao jogador. O camisa 8 rubro-negro, por sua vez acionou a Fifa para cobrar salários atrasados e, caso o imbróglio permaneça, ter o fim do vínculo.

Confira a nota oficial na íntegra:

Em atenção às diversas notícias e notas oficias publicadas referente ao meu contrato com o Sporting Clube de Portugal, venho através da presente nota esclarecer que:

1) Em nenhum momento eu, Elias Mendes Trindade, faltei com a verdade ou ofendi a honra ou o bom nome do Sporting, seus diretores, muito menos de sua calorosa torcida.

2) Insistentemente questionado pela imprensa sobre os motivos pelos quais deixei de atuar pelo Sporting, sempre deixei claro que foi por mútuo consentimento, em virtude de problemas financeiros da equipe, que inclusive culminaram com a pública renúncia de seus principais diretores.

3) Os problemas financeiros fizeram com que o Sporting Clube de Portugal não honrasse o acertado comigo em mais de uma oportunidade. Há valores pendentes referentes a outubro de 2011, e meus representantes vêm tentando negociar um acordo amigável desde então.

4) Em agosto de 2012 a dívida foi renegociada e o Sporting não honrou os pagamentos nas datas aprazadas.

5) Em maio de 2013 tentou-se um novo acordo, também não honado pelo Sporting.

6) Em agosto de 2013, antes da propositura de medida perante a Fifa, tentou-se, em vão, uma nova composição.

7) Em que pese a dívida e o desinteresse do Sporting em negociar uma forma de pagamento, meu contrato permanece válido e meus direitos federativos vinculados ao clube até que o órgão competente da Fifa decida a questão.

8) É importante esse esclarecimento à imprensa, aos acionistas e, principalmente, aos aficionados do Sporting.

Você comentarista: