Dorival preserva os jovens e aposta na experiência para vencer o Grêmio

Em momento decisivo para o Flamengo no Brasileiro, o treinador só irá utilizar Frauches e Luiz Antonio dos garotos

LANCEPRESS! - 16/09/2012 - 08:08 Rio de Janeiro (RJ)

Dorival Júnior - Santos x Flamengo (Foto: Tom Dib)

A partida contra o Grêmio, neste domingo, às 16h, no Engenhão, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!, não permite ao Flamengo pecar em momentos cruciais. E foi pensando na época de pressão pela qual passa o time que o técnico Dorival Júnior tomou a decisão de preservar os garotos e apostar nos mais experientes para vencer após seis jogos de insucessos no Brasileirão. Uma derrota neste duelo acarretará consequências drásticas para o futebol.

Para o confronto, que marcará o reencontro da torcida com o técnico Vanderlei Luxemburgo – o primeiro a acreditar na garotada que foi campeã da Copa São Paulo de Juniores – a média de idade de 27,1 anos será a maior de todos os jogos comandados por Dorival.

Além da confirmação da voltas do zagueiro Marcos González e do volante Cáceres, o treinador barrou Adryan. Liedson que será o titular do ataque ao lado de Love. No time que entrará em campo somente Frauches (por necessidade pela contusão de Welinton) e Luiz Antonio são da nova geração.

– Fizeram essa opção antes até da minha chegada. Temos de entender, trabalhar com esses jogadores, valorizá-los. Vamos ter oscilações, é natural. É uma equipe muito jovem. E isso tem um peso e um preço. Estamos pagando por estarmos jogando uma competição tão importante e equilibrada quanto a essa com uma equipe jovem – alegou o técnico Dorival Júnior.

Apesar da derrota para Santos, na quarta-feira passada, o treinador rubro-negro gostou das atuações dos jovens Frauches, Marllon, Mattheus e Adryan, mas saiu da Vila Belmiro com a certeza de que a juventude pesou nos momentos decisivos pela forma que o Flamengo foi derrotado em Santos.

A falta de planejamento obrigou Dorival a queimar etapas com os garotos. A diretoria não trouxe reforços, mas Patricia Amorim chegou a dizer que os jovens precisam assumir a responsabilidade também.

Você comentarista: