Sem concorrência para Fábio Santos, Timão quer fazer aposta na base

Diretor-adjunto Duílio Monteiro Alves diz que não vai buscar um reserva para o camisa 6, que encarou longas sequências de jogos em 2012. Garoto Igor poderá ter chances

Marcelo Braga - 05/01/2013 - 17:23 São Paulo (SP)

Fábio Santos - Corinthians (Foto: Ari Ferreira)

Um situação que deixou Tite de cabelo em pé durante o ano de 2012 pode se repetir neste: a falta de um reserva para Fábio Santos.

Sem confiança em Ramon, a comissão técnica optou por mantê-lo emprestado ao Flamengo, mesmo com a carência do elenco. O garoto Denner, de 19 anos, que era o reserva imediato, passou por uma cirurgia no joelho direito há dois meses, e perderá o Paulistão.

Assim, a contratação de um jogador para fazer sombra ao camisa 6 e jogar nas partidas do Campeonato Paulista quando a Libertadores começar se faz necessária. Mas a diretoria de futebol pensa diferente.

– Vamos apostar na nossa base. Se não deixarmos essa brecha na lateral, como poderemos usar alguém da base? Além do Denner, tem o Igor – diz o diretor Duílio Monteiro Alves.

Igor Fernandes da Silva Araujo nasceu em 6 de junho de 1992, tem 20 anos. Um dos frutos da parceria com o Flamengo de Guarulhos, que cede sua estrutura para o Alvinegro e participa de campeonatos de base com o time corintiano, o garoto foi um dos destaques da equipe sub-20 no segundo semestre.

– É um jogador de bom porte físico, com capacidades defensivas e inteligência na composição tática. Tem bom potencial. Pelo o que vem demonstrando, merece oportunidades, mas ainda não está pronto. Precisa evoluir e, no profissional, acredito que vá amadurecer – analisou Marcelo Rospide, superintendente técnico da base alvinegra.

Durante o Brasileiro, Fábio Santos enfileirou jogos e passou a ser convocado com frequência pelo técnico Mano Menezes, hoje fora da Seleção. Sem perdas no fim do ano e com Pato, Renato Augusto e Gil – este ainda não confirmado –,  o único setor sem um reserva de ofício é a lateral esquerda. Guilherme Andrade “quebrou um galho” quando Tite precisou, mas na verdade atua como volante e lateral-direito.

Você comentarista: