Vila Fundão sobre Adriano: 'Ele fortalece a luta da favela'

Comunidade, que promove saraus e participa de movimentos sociais, admite proximidade do Imperador: 'Ele nos entende'

Paulo Motoryn - 15/02/2012 - 17:12 São Paulo (SP)

Adriano (Foto: Reprodução/Twitter)

Um representante do novo refúgio do atacante Adriano na cidade de São Paulo, a comunidade da Vila Fundão, no bairro do Capão Redondo, se manifestou sobre a repercussão da ida do jogador a um sarau no bairro, no último sábado, como revelou reportagem do "Extra".

Em postagem no blog do sarau, o líder comunitário Fernando Santista admitiu que o Imperador frequenta o local e que se identifica com os moradores do Capão Redondo.

IMPERADOR VIRA PADRINHO DE INSTITUTO

Em uma das passagens o texto destaca que Adriano "frequenta a Comunidade Vila Fundão, por entender as necessidades do povo e fortalece a luta da favela e não da burguesia. Dividindo suas riquezas imateriais e materiais com os seus".

O mote do texto, no entanto, é uma crítica à cobertura da imprensa sobre o ocorrido. A publicação, que entrou no ar nesta quarta-feira, reclama que, apesar de fazerem diversas ações e apoiarem causas sociais, a imprensa só dá ênfase ao atacante e 'esquece' de falar sobre a própria Vila Fundão.

Apesar de engajado nas causas da comunidade, Adriano terá um desafio dentro de campo nesta semana. Novamente enclausurado no CT para aprimorar a forma, ele deve voltar a campo pelo Corinthians no Paulistão Chevrolet, neste sábado, contra o São Caetano.

Confira o texto na íntegra:

Nossa posição quanto as Lutas Populares no último sábado, mais Adriano.

Enquanto vários Movimentos Populares debatem, enfrentam e constroem Lutas com o povo, a Mídia Elitista, usa nossa concessão pública para defender os interesses da burguesia, escondendo a verdadeira realidade da periferia. O que importa para eles é ofuscar tais ações e dar enfase ao caso ADRIANO.

Sábado passado pela manhã, estivemos em Confronto direto com o Governador Alckmin, na inauguração da Fabrica de Cultura no Pq Santo Antonio, pelas Comunidades que sofrem despejos, ou são afetadas diretamento pela especulação imobilíaria e grandes obras da Copa: Moinho, Pinheirinho e Carapicuiba.

A tarde levamos 150 pessoas que participaram do Encontro de Economia Solidária, para almoçar na Sede da Vila Fundão. Com intuito de geração de renda para Comunidade.

Na mesma tarde estivemos no ato que foi organizado pelo Comitê Contra o Genocídio da Juventude Negra e Pobre, da qual fazemos parte como colaboradores. Ato que ocupou o Shopping Higienópolis, pautando Racismo, Machismo, Homofobia e Violência Policial. Em seguida, fomos levar as arrecadações do último Sarau para a Comunidade do Moinho, que foi de forma criminosa, incendiada e, que ainda conta os seus quarenta mortos e desaparecidos.

A mídia que serve apenas ao interesse dessa elite , nunca vai conhecer as verdadeiras Lutas do Povo brasilerio. O Adriano frequenta a Comunidade Vila Fundão, por entender as necessidades do povo e fortalece a luta da favela e não da burguesia. Dividindo suas riquezas imateriais e materiais com os seus.

Coletivo Sarau Vila Fundão

Você comentarista: