Timão já conhece metade dos rivais que terá no Japão

Além de Chelsea (ING) e Corinthians, também já estão classificados o Monterrey (MÉX) e o Auckland City (NZL)

LANCEPRESS! - 05/07/2012 - 13:34 São Paulo (SP)

Corinthians x Boca Juniors - Libertadores - Leandro Castán (Foto: Tom Dib)

Com o título da Copa Libertadores assegurado, o Corinthians vai em busca da recuperação imediata no Campeonato Brasileiro - é o penúltimo colocado, com quatro pontos em seis jogos -, mas já pode começar a se planejar para o Mundial de Clubes da Fifa. Das seis equipes que disputarão o título com os paulistas em dezembro, no Japão, três já estão definidas: Chelsea (ING), Monterrey (MÉX) e Auckland City (NZL).

Os ingleses bateram os alemães do Bayern de Munique na decisão da Liga dos Campeões, em maio, e vão representar a Europa pela primeira vez na história. Mexicanos e neozelandes, embora não estejam entre os favoritos, são mais experientes: ambos participaram da edição passada, que terminou com o título do Barcelona e o vice do Santos.

O Monterrey garantiu a vaga ao derrotar o compatriota Santos Laguna na decisão da Concacaf, que envolve equipes da América do Norte, da América Central e do Caribe. Já o Auckland City levantou o troféu da Liga dos Campeões da Oceania após superar o Tefana, do Taiti, garantindo o passaporte. Faltam os representantes da Ásia, da África e do país-sede (campeão japonês). Todos serão conhecidos em novembro.

A tabela já está montada. No dia 6 de dezembro, o Auckland City duela com o campeão japonês. Quem se classificar estará nas quartas de final ao lado do Monterrey e dos representantes da Ásia e da África, sendo que os confrontos serão definidos por sorteio.

Um dos vencedores enfrentará o Corinthians no dia 12 de dezembro, às 8h30 (de Brasília), no Toyota Stadium. O outro vai duelar com o
Chelsea no dia seguinte, no Estádio Internacional de Yokohama, palco do pentacampeonato da Seleção Brasileira em 2002 e da final do torneio, prevista para o dia 16 de dezembro, também às 8h30.

Caso conquiste a segunda taça mundial de sua história, o Timão vai se tornar o maior detentor de títulos do torneio se consideradas só as edições organizadas pela Fifa (2000 e a partir de 2005), ao lado do Barcelona. Levando em conta a Copa Intercontinental (decisão em jogos de ida e volta, de 1960 a 1979) e o Mundial Interclubes (jogo único no Japão, de 1980 a 2004), a supremacia é do tetracampeão Milan.

SERVIÇO

O torcedor que quiser acompanhar o Corinthians no Japão precisa preparar o bolso. Para comprar passagens de ida e volta, será necessário desembolsar pouco menos de R$ 3.500, além do custo dos ingressos (no ano passado variou entre R$ 46 e R$ 690) e da hospedagem (há diárias para todos os gostos, variando entre R$ 80 e R$ 1.200).

A "Vai Corinthians", agência de turismo oficial do clube, deve divulgar em breve os pacotes disponíveis. O valor será ainda mais salgado. Para ir até a Argentina e assistir à primeira partida da decisão contra o Boca Juniors, em La Bombonera, por exemplo, o torcedor precisou gastar de R$ 3 mil e R$ 5 mil, com hospedagem e ingresso inclusos.

Você comentarista: