De olho no Mundial, Tite vai ajustando o Corinthians a cada treino tático

Comandante alvinegro prepara Timão para enfrentar situações de jogo que devem ocorrer na semi no Japão. Caminho até o Chelsea (ING) tem seus obstáculos

Renato Rodrigues - 04/11/2012 - 10:03 São Paulo (SP)

HOME Tite (Foto: Ari Ferreira)

A cada treino tático no CT Joaquim Grava, Tite ajusta a equipe, pensando também no Mundial de Clubes, que começará em 12 de dezembro para o Corinthians. No jogo deste domingo, por exemplo, contra o Atlético-GO, em Taguatinga (DF), com transmissão em tempo real pelo LANCENET!, o técnico vê “componentes” que estarão presentes na semifinal do torneio.

Neste sábado pela manhã, em mais um treino “fantasma” – termo dado à atividade por ter apenas o time titular em campo – o comandante orientou os jogadores e mostrou o que quer no Japão. A primeira lição foi aperfeiçoar a pressão na saída de bola do adversário. Jorge Henrique – acostumado com a função – e Martínez – que ainda se adapta no esquema – foram os mais cobrados para pressionar a defesa rival. Ambos não podem deixar a bola sair limpa pelas laterais. Douglas e Romarinho também ajudam.

Hoje e no dia 12 de dezembro, contra um time que deve jogar fechado, a intenção é roubar a bola no ataque para surpreender com a bola mais perto da área rival.

A segunda ordem – e não menos importante – foi para o setor defensivo. Além de cortar os cruzamentos e tentar achar os dois ponteiros para contra-atacar (Jorge pela direita e Martínez pela esquerda), os quatro defensores treinaram a saída da área em linha para deixar o ataque adversário em impedimento, caso ele recupere a bola.

– É um pequeno detalhe. Mas se a gente pegar o hábito, faz muita diferença – disse Tite aos jogadores.

Por vários momentos, o próprio técnico pegava a bola e mostrava como queria que a jogada acontecesse. A um mês da viagem da delegação ao Japão, cada lição é preciosa. E Tite sabe bem do que precisa.

Você comentarista: