Por insegurança, Fifa cogita parar Copa das Confederações, diz rádio

Duas delegações teriam se queixado à entidade e uma delas seria a Itália, que trouxe familiares pelo país; Blatter já deixou o país para acompanhar o Mundial Sub-20 na Turquia

LANCEPRESS! - 21/06/2013 - 00:26 Rio de Janeiro (RJ)

Protesto no Rio de Janeiro (Foto: Tasso Marcelo / AFP)

A Fifa cogita suspender a Copa das Confederações por causa da falta de segurança gerada pela onda de protestos que tomou conta do Brasil nas últimas semanas. A informação é da rádio CBN.

A entidade máxima do futebol mundial teria ficado espantada com a violência trazida pelas manifestações, que inclusive atingiram veículos da organização da competição nesta quinta-feira, em Salvador. Duas delegações já teriam procurado a entidade cogitando deixar o país. Uma delas seria a Itália, cujos jogadores e comissão técnica trouxeram as famílias para acompanhar a competição.

E MAIS
> Micro-ônibus da Fifa são apedrejados em frente a hotel em Salvador
> Acabou a paz! PM entra em confronto com protestantes em Salvador
> No Recife, protesto reúne quase 100 mil pessoas nesta quinta-feira
> Parreira usa Corinthians de Mano Menezes para defender meia Oscar

A Fifa, caso tome realmente a decisão de paralisar o torneio, tem o aval da Lei Geral da Copa, em seu trecho que fala da responsabilidade Civil do Brasil. O texto diz que "a União assumirá os efeitos da responsabilidade civil perante a Fifa, seus representantes legais, empregados ou consultores por todo e qualquer dano resultante ou que tenha surgido em função de qualquer incidente ou acidente de segurança relacionado aos eventos".

Nesta semana, o presidente Joseph Blatter deixou o país para acompanhar in loco a abertura do Mundial Sub-20, na Turquia. Apesar de o compromisso já estar na agenda do dirigente, a saída veio a calhar, já que o Brasil vive momentos de tensão nas ruas, motivados também pelos gastos do governo federal com a Copa.

Gigante acordou: A relação do esporte com os recentes protestos

Você comentarista: