Samuel e Cavalieri brilham e Flu derrota o Náutico

Centroavante marcou os dois gols do Fluminense. Goleiro operou diversos milagres durante o jogo e saiu sem ser vazado

LANCEPRESS! - 30/06/2012 - 18:16 Recife (PE)

As imagens de Náutico 0 x 2 Fluminense (Foto: Antônio Carneiro)

Com o brilho do centroavante Samuel, que marcou dois gols, e do goleiro Diego Cavalieri - que salvou o Fluminense em diversas oportunidades -, o Tricolor derrotou o Náutico por 2 a 0, neste sábado, em pleno estádio dos Aflitos.

Com o resultado e a derrota do Cruzeiro para o São Paulo, os cariocas assumiram provisoriamente a liderança do Brasileiro, com 15 pontos. Mas a perderam pouco tempo depois, quando o Vasco venceu a Ponte. Enquanto isso, o Timbu se manteve com sete pontos e pode terminar a rodada na 16ª posição, uma acima da zona de rebaixamento.

GALERIA
- Veja as imagens da vitória do Flu sobre o Náutico

ENQUETE
- Quem foi o melhor jogador do Náutico na derrota para o Flu?
- Quem foi o melhor jogador do Flu na vitória sobre o Timbu?

E MAIS
- Thiago Neves tem retorno discreto aos gramados
- Ronaldo Alves lamenta chances perdidas
-
Artilheiro do Flu, Samuel agredece ajuda do técnico Abel Braga
-
Nas mãos de Diego Cavalieri, Flu se mantém como único invicto

Na próxima rodada, o Flu enfrenta o Flamengo, no Engenhão; e os pernambucanos visitam o Atlético-GO, no Serra Dourada.

EFICIÊNCIA TRICOLOR

Empurrado pela torcida - que compareceu em peso aos Aflitos -, o Náutico foi para cima do Fluminense no primeiro tempo. O time pernambucano - repleto de nomes conhecidos dos times do eixo Rio-São Paulo - assustou o Tricolor, criou diversas oportunidades na primeira etapa e teve mais volume de jogo do que os cariocas.

   
Samuel brilhou (Foto: Antônio Carneiro)

 

A primeira chegada mais incisiva foi aos 13 minutos, quando o camisa 10 Souza recebeu lançamento de Rhayner e bateu rasteiro para defesa de Diego Cavalieri, principal personagem dos 45 minutos iniciais.

O Fluminense não conseguia criar lances de perigo principalmente por conta dos três volantes do Timbu - Elicarlos, Derley e Martinez. Eles anulavam Deco, principal jogador tricolor. Elicarlos marcou individualmente o luso-brasileiro e chegou a protagonizar uma cena curiosa, ao seguir Deco até quando recebia instruções do treinador Abel Braga na lateral do gramado.

Aos 20, o Náutico já somava dez chutes a gol, enquanto o Flu estava zerado. Porém, o futebol sempre reserva surpresas. Aos 31, Deco cobrou falta com maestria na cabeça de Samuel, livre dentro da área para abrir o placar. Foi a primeira finalização do Flu no jogo.

O gol não mudou muita coisa no panorama do confronto. O Náutico seguiu atacando impiedosamente e só não empatou graças as intervenções milagrosas de Diego Cavalieri. Aos 37, Souza recebeu livre no meio da zaga tricolor e finalizou para bela defesa de Cavalieri com a mão direita.

Sete minutos depois, foi a vez de Kim cabecear para defesa de Cavalieri. E aos 45, o camisa 12 do Flu fez mais um milagre: Novamente, Souza recebeu livre de marcação e - dentro da pequena área - finalizou cara a cara com o arqueiro. Com o pé esquerdo, Diego salvou o Fluminense de ir para os vestiários com o empate.

ESTRELA DE SAMUEL BRILHA NOVAMENTE

No intervalo, Abel teve que fazer uma alteração. O lateral-direito Bruno sentiu dores após uma entrada forte de Martinez no primeiro tempo e saiu para a entrada de Wallace, seu reserva imediato.

Mas foi só isso que mudou do primeiro para o segundo tempo. O Náutico continuou indo para cima dos cariocas e antes de completar 60 segundos no relógio, Martinez soltou uma bomba para mais uma defesa de Diego Cavalieri. E aos três minutos, Kim, ex-Vasco, invadiu a área e chutou forte. Adivinhem o que aconteceu? Mais uma ótima defesa do goleiro tricolor.

 
Torcida tricolor fez bonita festa em Pernambuco (Foto: Aldo Carneiro)

 

O mesmo Kim ainda perdeu ótima chance ao cabecear, livre, para fora aos seis minutos. E para completar a sequência de milagres, Cavalieri pegou uma ótima cobrança de falta de Martinez aos 12.

E a mesma teoria de "quem não faz leva" aplicada no primeiro tempo castigou os nordestinos. Deco, em um momento de descuido de Elicarlos, fez ótimo lançamento para Jean na direita. O volante chutou em cima de Felipe e no rebote, o iluminado Samuel marcou pela segunda vez na partida. Foi também seu terceiro gol no Brasileiro-2012, o que lhe dá o posto de artilheiro do Flu na competição até o momento.

O gol foi uma ducha de água fria no Timbu. A torcida começou a deixar os Aflitos aos 35 minutos do segundo tempo, com um coro de "Olé" puxado pelos torcedores do Flu, enquanto o time fazia o tempo correr. Liderança provisória e torcida contra Vasco e por um empate entre Grêmio e Atlético-MG para se manter na ponta da tabela ao final da rodada.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 0 X 2 FLUMINENSE

Local: Estádio dos Aflitos, Recife (PE)
Data-Hora: 30/6/2012 - 16h20 (Horário de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Pedro Santos de Araújo (AL)
Renda e público: Não divulgado
Cartões amarelos: Martinez e Lúcio (NAU); Deco e Jean (FLU)

GOLS: Samuel 30'/1ºT (0-1); 26'/2ºT (0-2)

NÁUTICO: Felipe, Alessandro, Ronaldo Alves, Márcio Rosário e Lúcio (Breitner, 40'/2ºT); Elicarlos, Derley, Martinez e Souza (Cleverson, 21'/2ºT); Rhayner e Kim (Romero, 28'/2ºT) - Técnico: Alexandre Gallo.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Wallace, intervalo), Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho e Jean; Wágner (Valencia, 18'/2ºT), Deco (Thiago Neves, 28'/2ºT) e Wellington Nem; Samuel - Técnico: Abel Braga.

Você comentarista: