Inter empata com Náutico e perde chance de entrar no G4

Colorado poderia tomar a quarta posição do rival Grêmio; Já o Timbu somou o seu quarto ponto como visitante no Brasileirão

LANCEPRESS! - 08/08/2012 - 21:31 Porto Alegre (RS)

Internacional x Náutico - Campeonato Brasileiro - Forlán (Foto: Alexandre Lops/Inter)

O Internacional desperdiçou uma grande oportunidade de ingressar no G4 do Campeonato Brasileiro ao empatar em 0 a 0 diante do Náutico, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, em duelo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com a igualdade, o Inter - que segue invicto sob o comando de Fernandão (três vitórias e dois empates) foi aos 27 pontos e se igualou ao rival Grêmio, o atual quarto colocado que só jogará nesta quinta contra a Ponte em Campinas, que soma duas vitórias a mais: nove contra sete. Já o Náutico conquistou apenas o seu quarto ponto como visitante no Brasileirão, agora soma 17 e segue em 11º.

ENQUETE: Escolha o 'cara' do Inter da partida desta quarta
VOTE: Quem foi o melhor do Náutico no Beira-Rio?

O empate desta quarta foi o oitavo entre as duas equipes em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro. O Inter segue com sete vitórias, enquanto que o Náutico soma apenas duas em 17 jogos contra o Inter.

O JOGO

O Náutico não se intimidou em ter de enfrentar um rival motivado por atravessar um bom momento sob o comando de Fernandão. Com uma postura tática bem definida, a equipe pernambucana adiantou a sua marcação, pressionou a saída de bola colorada e apresentou um bom volume de jogo nos primeiros minutos. O fato de atuar como visitante não foi um complicador para os comandados de Alexandre Gallo, técnico que conquistou a Recopa Sul-Americana de 2007 comandando o Internacional.

A certa pressão do Náutico no início do duelo não tardou para ser diluída pelo Internacional, que se "achou" em campo e, graças aos avanços de Fred, sempre caindo pelos lados do campo, passou a dominar as ações no Beira-Rio. O primeiro tento colorado poderia sair aos 16 minutos, mas Índio, em posição de impedimento, cabeceou para grande defesa de Gideão. No minuto seguinte, foi a vez de Fred finalizar para nova intervenção do camisa 1 do Náutico.

O primeiro tempo chegou ao fim com um jogo aberto, de muita velocidade das duas equipes, mas sem a precisão e a tranquilidade necessárias para que o zero fosse tirado do placar do Beira-Rio, em obras para a Copa de 2014. O Inter até apresentou mais qualidade, mas pecou na hora de concluir. Não fez o necessário atuando diante do seu torcedor contra um valente Náutico.

SEGUNDO TEMPO

Fernandão certamente não gostou do que viu no primeiro tempo e o Internacional voltou para a etapa final com João Paulo e Marcos Aurélio nos lugares de Bolatti e Jajá, respectivamente. Com isso, o Colorado passou a ter dois apoiadores e dois atacantes de ofício.

Mas as mudanças não surtiram o efeito imediato e o Inter só não viu o Náutico abrir o placar, pois a arbitragem colaborou. Aos 4 minutos, Araújo recebeu sem marcação e só teve o trabalhar de empurrar para o fundo do gol de Muriel. No entanto, foi marcado um impedimento inexistente do camisa 10.

A nova formação do Inter encaixou após o lance polêmico de Araújo e o Colorado passou a dominar o jogo, mesmo sem criar uma única grande chance de gol. Eis que, aos 20 minutos, Nei perdeu uma das chuteiras ao ser derrubado por Marlon na pequena área. No entanto, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro marcou apenas tiro de meta para desespero do Internacional e de Fernandão.

Alexandre Gallo bem que tentou mudar o panorama visto na segunda etapa, mas as entradas de Lúcio e Kim não modificaram o fraco desempenho do sistema ofensivo do Timbu. Já o Inter, além de não contar com a inspiração de Forlán - substituído por Rafael Pernão -, bem que tentou transpor a boa marcação do Náutico nos minutos finais, mas não teve a competência necessária e desperdiçou grande chance de ingressar no G4 do Brasileirão.

PRÓXIMOS JOGOS

O Internacional voltará a atuar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, quando receberá a Ponte Preta, novamente no Beira-Rio, às 16h. Já o Náutico terá mais um desafio longe dos Aflitos. O Timbu pegará o Flamengo no sábado, às 21h, no Raulino de Oliveira.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 X 0 NÁUTICO

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 8/8/2011 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
Renda/Público: R$ 139,160.00/9.716 pagantes/ 11.511 presentes.
Cartões amarelos: Índio e Fabrício (INT); Alemão, Rhayner e Martinez (NAU)
Cartões vermelhos: -

GOLS:

INTERNACIONAL: Muriel, Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Ygor, Bolatti (Marcos Aurélio, intervalo), Guiñazu e Fred; Jajá (João Paulo, intervalo) e Forlán (Rafael Pernão, 36'/2ºT). Técnico: Fernandão.

NÁUTICO: Gideão, Patric, Marlon, Alemão (Gustavo, 33'/2ºT) e Douglas Santos (Lúcio, 22'/2ºT); Elicarlos, Martinez, Souza e Rhayner; Kieza e Araújo (Kim, 18'/2ºT). Técnico: Alexandre Gallo.

Você comentarista: