Inter revê Falcão e busca manter retrospecto fora contra o Bahia

Colorado segue invicto fora de casa. Já o Tricolor só venceu uma em três jogos em seus domínios

LANCEPRESS! - 29/06/2012 - 17:49 Salvador (BA)

Apresentação Bahia x Internacional

Com forte ligação da época em que o técnico jogava, Paulo Roberto Falcão e Internacional se reencontram na tarde de domingo, às 16h, em Pituaçu, quando o Bahia recebe os gaúchos pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Os colorados chegam para tentar manter o bom retrospecto fora de casa, enquanto que os baianos procuram fazer valer o mando de campo.

IDEIA NO COLORADO É GANHAR O JOGO

A ideia colorada é somar três pontos no Pituaçu. Os cálculos colorados se modificaram com a derrota no Beira-Rio para o Botafogo. A primeira parte do pacto já foi feita: vitória sobre o Sport. Agora, os Colorados querem superar o ex-técnico e ídolo do clube.

Dorival Júnior tem um bom retrospecto fora de casa até o momento. O Inter está invicto fora de casa na competição: tem dois empates, com Flamengo e Fluminense, e a vitória do último domingo.

- O objetivo é justamente esse, tentar manter o ritmo que colocamos contra o Sport. Como eu avaliei antes, é um jogo difícil. O que fez com que o jogo se tornasse fácil lá foi a nossa postura, que nos fez prevalecer sobre o Sport – comentou Dorival.

Falcão foi técnico colorado até julho do ano passado. O ídolo vermelho foi demitido por conta de uma sequência ruim dentro do Beira-Rio, e saiu disparando contra os dirigentes – principalmente contra o presidente Giovanni Luigi.

O Inter terá uma mudança na equipe: Jajá entra na vaga de Dagoberto, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No restante do time, a repetição dos jogadores que tivera bom desempenho na Ilha do Retiro.

NO BAHIA, O FATOR CASA TEM DE PREVALECER

Com apenas uma vitoria em três jogos jogando em Pituaçu, o Bahia quer começar a fazer valer o mando de campo para subir de produção. O meia Mancini, que vai participar de uma partida pela primeira vez perto de sua torcida, falou sobre o fator campo.

- Desde quando eu cheguei, na semana passada, usei a palavra ambição. O fator mando de campo é fundamental. Precisamos fazer isso prevalecer com a força da nossa torcida. Não adianta o torcedor incentivar, se dentro de campo a gente não corresponde. Se a gente conseguir casar as coisas, o Bahia pode ser imbatível e ganhar todas aqui - revelou, o ambicioso Mancini.

Sofrendo com inúmeras lesões, o time segue sem ser o considerado titular. A mais nova baixa é o lateral Ávine, que sentiu dores na coxa e foi descartado para o jogo. Seu substituto deve ser Gerley. Fabinho ainda joga improvisado na lateral-direita, pois Coelho se recupera da artrocospia realizada no joelho e Mádson, com problemas na coxa.

Souza segue no departamento médico, também por problemas na coxa e é substituído por Elias, que estreou com gol contra o Sport, na única vitória do Bahia em casa. Já Gabriel volta de lesão e o capitão Titi, que cumpriu suspensão automática, volta à zaga no lugar de Lucas Fonseca.

O mais recente reforço tricolor, Kleberson, foi regularizado nesta sexta-feira e relacionado para o jogo. Mas o técnico Falcão mantém mistério e não garante a escalação do jogador.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X INTERNACIONAL

LOCAL: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
DATA/HORA: 29/06/2012 - 16h (de Brasília)
ÁRBITROS: Sandro Meira Ricci (DF)
AUXILIARES: Roberto Braatz e Griselildo Dantas

BAHIA: Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Titi e Gerley; Fahel, Diones, Mancini e Gabriel; Elias e Jones - Técnico: Falcão.
INTER: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Elton, Guiñazu, Oscar, D'Alessandro e Jajá; Leandro Damião - Técnico: Dorival Júnior.

Você comentarista: